Ocorreu um erro neste gadget

Ola´! Que bom que passou por aqui, seja bem vindo! ! Espero que goste e volte sempre!!!!

"O Segredo da vitória, em todos os setores da vida, permanece na arte de aprender,imaginar,esperar e fazer mais um pouco."
( Chico Xavier - ditado por André Luiz )

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

A Magia da Harmonia


Pense numa época em que você e outra pessoa estavam em sincronia. Pode ser um amigo, ou amante ou um membro da família ou alguém que encontrou por acaso. Volte para aquele tempo e tente pensar o que havia nessa pessoa que fez você sentir-se tão em harmonia com ela. É bem provável que você descubra que pensavam da mesma forma ou sentiam-se do mesmo jeito sobre um certo filme, livro ou experiência. Você pode não ter notado, mas talvez tivessem tipos semelhantes de respiração ou fala. Talvez tivessem antecedentes ou crenças semelhantes. Qualquer coisa que você descobrir será o reflexo do mesmo elemento básico: harmonia. Harmonia é a habilidade de entrar no mundo de alguém, para fazer esse alguém sentir que você o entende, que vocês têm um forte vínculo comum. É a habilidade de ir totalmente, de ser mapa do mundo para o mapa dele, do mundo. É a essência da comunicação bem-sucedida.
Harmonia é o instrumento final para produzir resultados com outras pessoas. Lembre-se: aprendemos no capftulo V (As Sete Mentiras do Sucesso") que as pessoas têm seus recursos mais importantes. Bem, harmonia é a maneira de libertar esses recursos. Não importa o que você queira na sua vida, se puder desenvolver harmonia com as pessoas certas, será capaz de preencher as necessidades delas, e elas serão capazes de preencher as suas.
A habilidade de estabelecer harmonia é uma das mais importantes técnicas que uma pessoa possa ter. Para ser um bom realizador ou um bom vendedor, um bom parente ou um bom amigo, um bom persuasor ou um bom político, o que você realmente precisa é de harmonia, a habilidade de formar um poderoso vínculo comum humano e um relacionamento de compreensão.
Muitas pessoas fazem a vida muito complicada e difícil. Ela não tem de ser. Todas as técnicas que aprender neste livro são, na verdade maneiras de conseguir maior harmonia com as pessoas, e a harmonia com os outros torna quase todas as tarefas mais simples, mais fáceis e mais agradáveis. Não importa o que queira fazer, ver, criar, compartilhar ou experimentar na vida, quer seja alcançar realização espiritual ou ganhar um milhão de dólares, há sempre alguém que pode ajudá-lo a realizar sua meta com mais rapidez e facilidade. Alguém mais, que sabe como chegar lá mais rápido ou com mais eficiência ou que pode fazer alguma coisa para ajudá-lo a chegar onde quer ir, mais rapidamente. A maneira de atrair essa pessoa é conseguir harmonia, o vínculo mágico que une as pessoas e as faz sentirem-se como parceiros.
Quer conhecer o pior clichê já forjado?
"Os opostos se atraem."
Como todas as coisas que são falsas, há nisso um elemento de verdade. Quando as pessoas têm bastante em comum, os elementos de diferença acrescentam uma certa excitação nas coisas. Mas, acima de tudo quem é atraente para você? Com quem você quer passar o tempo? Você está procurando alguém que discorde de você em tudo, que tenha interesses diferentes, que goste de dormir quando você quer brincar, e de brincar quando você quer dormir? Claro que não. Você quer estar com pessoas que sejam como você e, no entanto, únicas. Quando as pessoas são iguais, elas tendem a se gostarem. As pessoas formam clubes com aquelas que são diferentes delas? Não, elas se juntam como camaradas veteranos de guerra ou colecionadores de selos, ou colecionadores de cartões-postais, porque - havendo alguma coisa em comum, cria-se harmonia.
Você já foi a uma convenção? Não se cria um vínculo instantâneo entre as pessoas que nunca se viram antes? Um dos elementos principais de uma comédia é um extrovertido tagarela e folgazão tentando se entender com um introvertido quieto e retraído. Como eles se dão? Pessimamente. Eles não são o bastante parecidos para gostarem muito mesmo um do outro. De quem os americanos tendem a gostar mais, dos ingleses ou dos iranianos? Resposta fácil.
E com quem temos mais em comum? Mesma resposta. Pense no Oriente Médio. Por que acha que há problemas lá? São os judeus e árabes iguais em suas crenças religiosas? Têm eles o mesmo tipo de sistema de justiça? Têm a mesma língua?
Você poderia continuar e enumerar. Os problemas deles resultam de tudo que têm de diferente.
De fato, quando dizemos que as pessoas estão "tendo diferenças", estamos querendo dizer que aquilo que não têm de igual está causando toda espécie de problemas. E sobre brancos e negros nos Estados Unidos? Onde começam os problemas? Eles começam quando as pessoas focalizam aquilo que têm de diferente - as diferenças de cor, cultura e costumes. Um grande número de diferenças pode resultar em tumultos. Semelhanças tendem a resultar em harmonia. Isso tem sido verdadeiro através da história. É verdadeiro numa escala global, e é verdadeiro numa escala pessoal.
Pegue qualquer relacionamento entre duas pessoas quaisquer, e descobrirá que a primeira coisa que criou o vínculo entre elas foi alguma coisa que tinham em comum. Elas podem ter maneiras diferentes de fazer a mesma coisa, mas foram as coisas em comum que primeiro as aproximaram. Pense em alguém de quem realmente goste, e repare o que o torna atraente. Não é a maneira na qual ele é como você ou pelo menos como você gostaria de ser? Você não pensa: "Uau, esse cara pensa o oposto de mim nos mínimos detalhes. Que grande cara!" Você pensa: "Que cara esperto. Ele é capaz de ver o mundo da maneira que vejo e até acrescentar alguma coisa na minha perspectiva". Agora pense em alguém que você não suporta. É ele alguém como você? Você pensa: "Meu Deus, que pessoa detestável! Ele pensa do mesmo modo que eu"?
Isso significa que não há saída para um círculo vicioso de diferenças criando conflitos, criando mais conflitos, criando mais diferenças? Claro que não. Porque em cada caso onde há diferença, há também semelhança. Os negros e os brancos nos Estados Unidos têm uma porção de diferenças? Certo, se você quiser olhar as coisas dessa maneira. Mas eles têm muito em comum, não têm? Somos todos homens e mulheres, irmãos e irmãs, com medos e aspirações semelhantes. A maneira de ir da discórdia para a harmonia é ir da concentração de diferenças para a concentração de semelhanças. O primeiro passo para a comunicação real é aprender a traduzir o seu mapa do mundo para o de alguém mais. E o que nos permite fazer isso. Técnicas de harmonia.
"Se você quiser ganhar um homem para a sua causa, primeiro convença-o de que é seu amigo sincero. " (Abraham Lincoln)
Como criamos harmonia? Criando ou descobrindo coisas em comum. Em linguagem PNL, chamamos esse processo de "espelhagem" ou "igualagem".
Há várias maneiras de criar interesses comuns com outra pessoa e assim, um estado de harmonia. Você pode espelhar interesses - isto é ter uma experiência semelhante, ou estilo de roupa ou atividade favorita. Ou você pode espelhar associação - isto é, ter amigos ou conhecidos semelhantes. Ou você pode espelhar crenças. Essas são experiências comuns. São a maneira de criarmos amizades e relacionamentos. Todas essas experiências têm uma coisa em comum: são comunicadas através de palavras. A maneira mais comum de combinarmos com os outros é através da troca de informações recíprocas, por meio de palavras. No entanto, estudos mostraram que somente 7 por cento do que é comunicado entre as pessoas é transmitido através das palavras em si mesmo. Trinta e oito por cento é através do tom da voz. Quando eu era garoto, e minha mãe elevava a voz e dizia, "Anthony", num certo tom, eu sabia que isso significava muito mais do que meu nome sozinho. Cinqüenta e cinco por cento da comunicação, a maior parte, é um resultado de fisiologia ou linguagem do corpo. As expressões faciais, os gestos, a qualidade e tipos de movimentos da pessoa que transmite uma comunicação, nos esclarecem muito mais sobre o que estão dizendo do que as palavras em si. Isto explica por que uma pessoa como Don Rickes pode levantar-se e atacá-lo, e dizer coisas terríveis, e fazer você rir. Ou como um Eddie Murphy pode usar palavras de quatro letras e fazer você rir. Porque não são as palavras, é a sua fisiologia e tonalidade - que o faz rir.
Portanto, se estamos tentando criar harmonia, meramente no conteúdo de nossa conversa, estamos desperdiçando os meios mais amplos para comunicar coisas em comum para o cérebro de outra pessoa. Uma das melhores maneiras para alcançar harmonia é através da espelhagem, ou criando uma fisiologia comum com essa pessoa. Isso é o que o grande hipnoterapeuta, o dr. Milton Erickson, fez. Ele aprendeu a espelhar os tipos de respiração, postura, tonalidade e gestos de outras pessoas. E fazendo isso ele alcançava uma total ligação harmoniosa em questão de momentos. Quem o conhecia, de repente confiava nele.
Se você pode desenvolver harmonia só com palavras, pense no incrível poder da harmonia que pode desenvolver com palavras e fisiologia unidas.
Do livro: Poder sem Limites - O Caminho do Sucesso Pessoal pela Programação Neurolingüística, de Anthony Robbins

Nenhum comentário:

Postar um comentário