Ocorreu um erro neste gadget

Ola´! Que bom que passou por aqui, seja bem vindo! ! Espero que goste e volte sempre!!!!

"O Segredo da vitória, em todos os setores da vida, permanece na arte de aprender,imaginar,esperar e fazer mais um pouco."
( Chico Xavier - ditado por André Luiz )

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Todo dia é dia de flores


As plantas artificiais mudaram de nome e viraram as queridinhas de todos que apreciam uma boa decoração.
As flores encantam, emocionam, alegram. Remetem a cores, amores e perfumes. Melhor do que isto, impossível! Quem já ganhou um buquê ou arranjo de flores naturais, sabe o quanto torcemos para que durem mais um pouquinho, somente para sentirmos seu perfume e admirarmos sua beleza, lembrando com carinho da pessoa que nos agraciou com esse presente tão significativo.
Felizmente, os recentes avanços tecnológicos tornaram possível o desenvolvimento de produtos utilizados na confecção de flores artificiais, com carac
teristicas muito próximas das naturais. Foram rebatizadas como plantas permanentes, aquelas antigas flores de plástico, de aspecto grosseiro, que enfeitavam a casa da vovó. A nova versão é formada por um material chamado "soft touch" ou toque suave, cuja textura, forma e cores nos remetem às flores naturais. A semelhança é tanta, que é preciso ter muito cuidado para não rega-las por engano.
As plantas permanentes tornaram-se parte integrante da decoração de casas e peças comerciais. Elas embelezam o ambiente, estão sempre novas e não exigem cuidados especiais. Há dez anos atuando no segmento de decoração e arranjos florais, a proprietária da loja Vener Presentes, Rosana Veneroso, conta que a sofisticação das flores permanente é resultado do uso de materiais de qualidade como seda, silicone e materiais finos com pinturas delicadas e texturas que imitam as irregularidades das folhas e caules. Sua loja na zona oeste de São Paulo, possui cinco ambientes distintos com mais de 5000 itens para arranjos de flores e plantas permanentes, além de objetos para decoração.
Para Rosana, as flores permanentes são o carro chefe da Vner Presentes, com destaque para montagem de arranjos personalizados.
Uma ideias interessante para quem deseja reformular o ambiente ...
E agora que a Primavera chegou, aproveitem para enfeitarem suas casas com muitas flores, naturais ou não.


Por Carina Bessa, jornal leve e leia

domingo, 18 de setembro de 2011


OS SAPATOS DO VERÃO 2012
Anabelas, neutros, color blocking, corda, cobra e materiais rústicos estão entre as apostas das marcas que participaram da Francal.
Os sapatos da primavera-verão 2011/2012 serão os com saltos anabela, texturas, tons neutros e color blocking, os blocos de cores. Cobra é o bicho da vez e aparece em tons naturais e coloridas. Também será a estação da corda, que vem em amarrações, em saltos e detalhes. Materiais mais rústicos, como juta e linho, devem cair no gosto das apaixonadas por sapatos. Essas tendências estão entre as apostas de mais de mil fabricantes que expuseram na feira Francal, entre segunda-feira (27) e esta quinta (30), no Anhembi, em São Paulo.
Na próxima temporada de calor, os pés vão ficar mais à mostra que no verão 2011. As rasteirinhas e as sandálias com tiras voltaram, bem como os modelos com ar retrô, com aquele aspecto de "sapato da vovó". As pedras, que brilharam na temporada passada, continuam, mas agora aparecem com aspecto mais rústico, sem brilho, como se não tivessem sido lapidadas. Em contrapartida, o strass voltou, dos menores aos grandões, com muito brilho, que também está nos modelos com glitter - uma das apostas fortes - ou paetês. Vai valer a pena investir também em modelos estampados, como os florais e listrados.
Ao lado dos saltos de corda, os de madeira e palha vão estar em alta. Há modelos inteiriços, tradicionais e também os esculpidos, em diversos formatos. O aspecto artesanal aparece ainda nos tressês e no crochê. As meias-patas, que têm sido a sensação há mais de um ano e meio, continuam, enormes. Há saltos que chegam aos 15 centímetros, sejam os anabela, sejam os com meia-pata.
A geometria e as linhas arquitetônicas vêm fortes, em recortes e formatos. O tornozelo vai ficar preso por amarrações, das mais diversas, como nas espadrilhas, mas há também espaço para os modelos sem amarração nenhuma atrás, como tamancos e rasteirinhas, que não estiveram nas vitrines no último verão. Os sapatos pretos devem sair das ruas, dando espaço para os tons amarronzados, beges e neutros. Pontos de luz aparecem volta e meia para iluminar esses modelos. Entre as cores, os azuis, laranja e coral são as principais apostas.
Para as que não gostam de sandálias, os oxford e as sapatilhas ainda vêm com tudo. Modelos abotinados, que foram a sensação do verão 2011, ainda devem aparecer nas prateleiras, mas com menos exemplares. Os bicos finos, que já deram às caras sutilmente no inverno, também estão nas coleções de verão.

Fonte: moda.ig.com.br