Ocorreu um erro neste gadget

Ola´! Que bom que passou por aqui, seja bem vindo! ! Espero que goste e volte sempre!!!!

"O Segredo da vitória, em todos os setores da vida, permanece na arte de aprender,imaginar,esperar e fazer mais um pouco."
( Chico Xavier - ditado por André Luiz )

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

DIA NACIONAL DO ROTARY


23 de Fevereiro

Definição

Em 1976 o Conselho Diretor do Rotary lnternational interessou-se em criar uma definição concisa dos aspectos fundamentais do Rotary.

Solicitou-se a ajuda de três pessoas, que estavam no momento atuando na Comissão de Relações Públicas do Rotary, e pediu-se que chegassem a uma definição do Rotary que pudesse ser englobada em apenas uma sentença.

Após inúmeras minutas, chegou-se à seguinte definição, que tem sido usada desde então nas diversas publicações do Rotary:

"Rotary é uma organização de líderes de negócios e profissionais, unidos no mundo inteiro, que prestam serviços humanitários, fomentam um elevado padrão de ética em todas as profissões e ajudam a estabelecer a paz e a boa vontade no mundo".

Significado

Rotary é um adjetivo do idioma inglês, equivalente a rotativo, giratório, circulatório. Os Sócio fundadores desta grande organização que é hoje o ROTARY INTERNATIONAL, optaram pelo nome ROTARY porque as suas primeiras reuniões eram feitas em rodízio, cada vez no local de trabalho de um dos sócios.


Pronúncia

A forma mais aproximada da pronúncia em inglês é rôuteri, mas há entre nós - brasileiros - inteira liberdade de pronúncia da palavra Rotary, razão porque muitos rotarianos, notadamente os sulinos, preferem a pronúncia aportuguesada rótari.

A forma inglesa rôuteri nos induz a pronunciar o adjetivo international também em inglês, dificultando, sobremodo, aqueles que não falam tal idioma. Não há, como se vê, pronúncia padrão, embora a língua considerada oficial do Rotary lnternational seja a língua inglesa.

Lexicólogos, consultados a este respeito, alegam que o termo é genuinamente anglo-saxônico, e por isso aconselham a forma rótarí, porquanto o vocábulo vem do latim: ROTA, onde a pronúncia da primeira vogal do dissílabo deve ter um acentuação prolongada e aberta.

Objetivo

O objetivo do Rotary é estimular e fomentar o ideal de Servir como base de todo empreendimento digno, promovendo e apoiando:

Primeiro

O desenvolvimento do companheirismo como elemento capaz de proporcionar oportunidades de servir;

Segundo

O reconhecimento do mérito de toda ocupação útil e a difusão das normas de ética profissional;

Terceiro

A melhoria da comunidade, pela conduta exemplar de cada um na sua vida pública e particular;

Quarto

A aproximação dos profissionais de todo o mundo, visando à consolidação das boas relações, da cooperação e da paz entre as nações.

História do Rotary

O ROTARY nasceu no início deste século, em Chicago - cidade então dominada pela ignorância e egoísmo, crimes e vícios - por inspiração do jovem advogado Paul Percy Harris que, em sua solidão, percebeu a urgente necessidade das pessoas de fazerem amigos que se ajudassem mutuamente.

Certa noite, após jantar em casa de um amigo, Paul Harris foi por ele apresentado aos vizinhos e pôde constatar que as amizades existentes eram exclusivamente profissionais.

Percebeu então, que podia transformar alguns de seus clientes em verdadeiros amigos.

Dedicou-se a um estudo analítico da "Vida dos Negócios" e resolveu fundar um Clube de Homens de Negócios e Profissionais, para desenvolverem entre si relações de companheirismo e amizade.

Convidou três de seus clientes: Gustavus Loerh - Engenheiro de Minas, Hirarn Shorem - Alfaiate e Silvester Schiele - Comerciante de Carvão, para, com ele próprio, serem os fundadores do Clube.

Reuniram-se pela primeira vez no escritório de Silvester Schiele e decidiram que o quadro social do Clube seria composto por urna pessoa de cada ramo de negócio ou profissão evitando, assim, concorrência entre os seus membros.

Em 23 de fevereiro de 1905 realizou-se a primeira reunião e a instalação do Rotary Club de Chicago, sendo eleito para presidente, Silvester Schiele.

Em 1907, Paul Harris foi eleito Presidente do Rotary Club de Chicago e sua principal meta de trabalho foi desenvolver o quadro social de seu Clube e estender o movimento Rotário a outras cidades, dirigindo-o à prestação de serviços à comunidade.

O objetivo inicial do Rotary que era o "Auxílio Mútuo" é acrescido e suplantado pelo "Ideal de servir", visando especialmente a Paz Mundial.

Nessa ocasião vários Rotary Clubs foram fundados, em diferentes cidades.

Em 1910 realizou-se a 1ª Convenção de Rotary, onde foi criada a Associação Nacional de Rotary Clubs.

O Rotary torna-se internacional com a fundação do Rotary Club Winnipeg-Canadá.

Em 1912 a Associação Nacional de Rotary Clubs passa a denominar-se Associação Internacional de Rotary Clubs, contando já com 50 Clubes.

São criados os primeiros Distritos-regiões onde está sediado determinado número de Rotary Clubs que são supervisionados por um Governador.

Os limites dos Distritos de Rotary não correspondem aos limites geográficos existentes; um distrito pode abranger parte de um país ou Estado, ou pode abranger parte de um, dois ou mais países ou Estados e será desmembrado sempre que o número de Clubes atingir determinado limite.

Em 1922 a Associação Internacional de Rotary Clubs passou a denominar-se Rotary International; em 15 de dezembro do mesmo ano foi fundado o primeiro Rotary Club do Brasil: o Rotary Club do Rio de Janeiro.

A partir daí o movimento rotariano continuou crescendo no Brasil e em todo o mundo.

Paul P. Harris

Paul Harris nasceu em 19 de abril de 1868 em Racine, Wisconsin, EUA, filho de George e Cornelia Bryan Harris. George, um comerciante, era filho de Howard Harris, de Wallingford, Vermont, EUA, e Cornelia, filha de Henry Bryan, o segundo prefeito de Racine. Paul Percy era o segundo filho do casal, o primeiro chamava-se Cecil.

Administrar seu dinheiro não era um dos maiores talentos do casal, de modo que uma boa parte do sustento vinha do pai de George. Quando passaram por uma fase difícil em 1871, George levou os meninos para a casa de seus pais, em Vermont, deixando Cornelia - e seu bebê recém-nascido - morando em uma pensão em Racine.

Cecil, então com cinco anos e meio, e Paul, com três, logo se acostumaram com o ambiente do vale das Montanhas Verdes de Verrnont. Carninhavarn pelas trilhas, ajudavam a alimentar os animais da fazenda e saboreavam os doces caseiros, sob o olhar vigilante de seus rígidos e ternos avós.

Cecil logo voltou para a companhia de seus pais e irmãos - além do bebê, logo viriam mais dois - mas Paul ficou.

Howard Harrís, homem de pouca escolaridade, havia, um dia, desejado ser advogado, sonho que logo transmitiu para Paul, que escreveria mais tarde que toda a firmeza de propósito, integridade e sinceridade com que nasceu foram herdadas de seu avô; e o amor pelos seres humanos, especialmente pelas crianças, veio de sua avó Pamela.

Paul era um menino levado, e frequentemente, pulava a janela de seu quarto para brincar com os colegas, enquanto seus avós pensavam que estivesse dormindo. Ao terminar o curso secundário, Paul se matriculou na Academia Black River, em Ludlow, mas acabou sendo "convidado a se retirar" por causa de suas travessuras. Seus avós, então, o matricularam na Academia Vermont, uma escola militar. Em 1885, ele entrou para a Universidade de Vermont, em Burlington, de onde foi expulso por mau comportamento, só que, desta vez, injustamente. Anos depois, a universidade se desculpou e conferiu um título a Paul e mais três colegas que também haviam sido injustiçados.

Paul começou a trabalhar como professor particular e entrou para a Universidade de Princeton. Enquanto Paul estava em Princeton seu avô morreu, o que o fez ficar mais próximo ainda de sua avó.

Depois de seu primeiro ano na universidade, Paul foi trabalhar em uma marmoraria, como office-boy, ganhando um dólar por dia. Seu bom desempenho mereceu elogios do patrão. Confiante de que sua avó ficaria bem na casa da filha, Paul foi estudar Direito na Universidade Estadual de lowa, onde adquiriu um grande amor pela leitura, especialmente dos trabalhos de Charles Dickens e das biografias dos grandes líderes.

Pouco tempo depois de sua formatura, em 1891, sua avó morreu. Em seu enterro, Paul percebeu que ela havia vivido toda a sua vida em um pequeno vale. Embora tenha sido feliz, ele decidiu que iria conhecer o mundo e passar os próximos cinco anos estudando todos os ângulos possíveis da vida humana, em tantos lugares quanto possível. Depois, voltaria para Chicago para exercer a advocacia.

A primeira parada de Paul foi a Califómia. Em julho de 1891, chegou em São Francisco, de bolsos vazios. Conseguiu um emprego de repórter no jornal Chronicle, mas logo ele e um colega deixaram o jornal para viajar pelo estado. Trabalharam como ajudantes em fazendas, colheram uvas, deram aulas em escolas profissionalizantes, fizeram parte de uma companhia de teatro e viajaram por toda a região. Paul, então, foi para a Flórida e começou a trabalhar como recepcionista noturno em um hotel da cidade de Jacksonville. Depois, trabalhou como caixeiro-viajante para uma firma de compra e venda de mármore de propriedade de George W. Clark que, vinte anos depois, seria presidente do Rotary Club de Jacksonville.

Depois de conhecer Washington, durante a posse do Presidente dos EUA, Grover Cleveland, foi vender mármore no "Velho Sul". Na Filadélfia, empregado como tratador de gado, embarcou em um navio que ia para Liverpool, numa cansativa viagem de 14 dias. Por ter data marcada para voltar e honrar seus compromissos, não pôde realizar o sonho de conhecer Londres.

De volta à Filadélfia, resolveu ir de trem para a Feira Mundial de Chicago. De lá seguiu para Nova Orleans, onde trabalhou encaixotando laranjas e pescando ostras nas baías pantanosas. De volta a Jacksonville, foi trabalhar outra vez na empresa de George Clark, e, durante um ano, cobriu todos os estados do sul, Cuba e as Bahamas. George o enviou, então, para a Grã Bretanha, para supervisionar as mi- nas de granito e mármore de toda a Europa Continental. Em cada lugar por onde passava, fazia amigos.

Já de volta aos EUA, Paul começou a planejar sua vida em Chicago. Passado três anos e meio dos cinco planejados, ele precisava de dinheiro. Mais uma vez voltou a trabalhar para George Clark, que lhe deu a chefia do escritório de Nova lorque.

Em 27 de fevereiro de 1896, quatro meses antes do limite de cinco anos terminar, Paul chegou em Chicago. Alugou um pequeno conjunto de escritórios e toda a mobília para equipá-los, escolheu um para si e sublocou os outros. A Chicago da virada do século era uma cidade em crescimento e as constantes mudanças sociais e financeiras proporcionavam bons negócios para os advogados.

A natureza amável de Paul lhe rendeu amizades em todas as camadas sociais. Mas, aos domingos e feriados, o "rapaz do campo" adorava sair da cidade. E, ao passear pelos arredores da cidade, sonhava com as amizades simples de seu lar.
Em uma noite de verão de 1900, Paul jantou com um amigo no bairro Rogers Park, de Chicago. Depois, os dois foram dar um passeio, parando em vários lugares onde se concentravam as empresas da cidade. Em cada uma delas, seu amigo o apresentava ao proprietário. Paul começou a pensar que seria uma boa idéia reunir um grupo de colegas de negócios em um ambiente informal, de amizade. E ainda haveria uma vantagem especial se cada um representasse uma profissão diferente. Pensou em seus próprios clientes: Silvester Schiele, comerciante de carvão; Gustavus Loehr, engenheiro de minas; Harry Ruggles, gráfico. Na noite de 23 de fevereiro de 1905, Paul, Silvester e Gus se reuniram, junto com Hirain Shorey, alfaiate, no escritório de Gus, no Edifício Unity, no centro de Chicago.

Assim, começaram a se encontrar regularmente, levando os amigos para o seu "clube". Paul sugeriu alguns nomes para esse clube, e escolheram Rotary, já que o plano era realizar encontros em esquema rotativo, nos escritórios de todos. O número de associados cresceu rapidamente, atraindo homens que obtiveram êxito em seus negócios sem qualquer ajuda, a maioria solteiros vindos de fazendas ou cidades pequenas. Logo, clubes do Rotary começavam a ser fundados em outras cidades.

Paul compreendeu que o sistema de clubes - com seus diferentes membros compartilhando seu ponto em comum, a amizade - era uma ótima oportunidade para encorajar a tolerância política e religiosa e também para servir. Ele tinha convicção de que a amizade levava, inevitavelmente, à boa vontade e às grandes realizações.

Paul Harris não gastava todas as suas energias no Rotary. Trabalhava muito como advogado, e também era membro da Associação Comercial de Chicago, do Clube da Cidade, da Associação dos Advogados de Chicago e do Hinsdale Golf Club.

Além de todas essas associações, ainda fazia parte de um clube de caminhadas e passeios, o Prairie Club. Lá, conheceu uma moça chamada Jean Thomson, que viera da Escócia há três anos. Apenas três meses depois, se casaram.

Em 1907, Paul sucedeu Albert L. White como presidente do Rotary Club de Chicago, e exerceu a metade de um mandato. Em 1910, representantes de 14 Rotary Clubs independentes compareceram à primeira convenção em Chicago, "com Chesley Perry marcando o ritmo do trabalho". A partir daí, a "Associação Nacional de Rotary Clubs emergiu, com estatuto e regimento interno cuidadosamente preparados" - e com Paul Harris como presidente e Ches Perry como secretário.

Quando Ches pediu a Paul que escrevesse uma mensagem para os então 1.800 sócios dos Rotary Clubs, ele respondeu com um ensaio tão longo que Ches teve que mandar imprimi-lo em uma gráfica. O resultado disto foi o lançamento em 1º de janeiro de 1911, do Vol. 1, Nº 1 do boletim The National Rotarian.

Ches Perry guiava a organização e a administração da Associação, e Paul trabalhava principalmente com as relações públicas. Visitava clubes em Cincinnati, Cleveland, Detroit, Pittsburgh, Indianápolis e também em outros países, pois Rotary estava se expandindo. Como fundador e "presidente emérito" do Rotary, ele era uma inspiração poderosa para a expansão e influência da organização aonde quer que fosse.

Fundação Rotária

É uma instituição filantrópica, idealizada em 1917 pelo Presidente 1916-17 do Rotary lnternational - Arch C. Klumph, e organizada no Estado de lllinois, sob o termo de uma declaração de fideicomisso, adotado pelo Conselho Diretor do RI e pelos fideicomissários, no ano de 1931. Em 1938, ficou estabelecida como uma corporação sem fins lucrativos.

O objetivo da Fundação Rotária é incentivar a compreensão e relações amistosas entre povos de diferentes nações, através da promoção de projetos tangíveis e eficientes, de caráter filantrópico, humanitário e educacional. Visa ainda a contribuir para a paz e a compreensão mundial, por meio de programas internacionais de cunho igualmente humanitário e educativo.

A Fundação Rotária é administrada por (14) catorze curadores que, com a aprovação do Conselho Diretor do RI, são nomeados pelo Presidente. Ditos treze curadores representam as seis regiões do mundo rotário.
Quatro curadores são ex-Presidentes do RI e os outros nove são nomeados devido à sua experiência em finanças ou em setores da Fundação Rotária. Os curadores desempenham suas funções independentemente de remuneração. O mandato dos curadores é de quatro (4) anos.

A Fundação Rotária se mantém por meio de contribuições voluntárias de Rotary Clubs, rotarianos e outros. É dever de todo rotariano conhecer e divulgar os programas da Fundação Rotária, bem como envidar esforços no sentido de proporcionar maiores donativos, para que ela tenha condições de continuar seus programas educacionais e benemerentes e bem assim expandi-los.

Novembro é considerado o Mês da Fundação Rotária. Durante esse mês compete aos Rotary Clubs dedicar pelo menos um programa à Fundação Rotária, apresentando sugestões para projetos compatíveis com o seu objetivo. O Mês da Fundação Rotária deve ser divulgado por todos os meios apropriados de comunicação.

A Prova Quádrupla do que nós pensamos, dizemos ou fazemos.

1. É a VERDADE?
2. É JUSTO para todos os interessados?
3. Criará BOA VONTADE e MELHORES AMIZADES?
4. Será BENÉFICO para todos os interessados?

Durante muitas décadas, Rotary Clubs e rotarianos em todo o mundo têm usado a Prova Quádrupla, como instrumento para desenvolver o respeito e compreensão entre os povos.

Como se emprega a Prova é indicado pelo rotariano de Chicago que a idealizou.

Sugere ele que, primeiro, se decore o texto e, depois, se adquira o hábito de confrontar pensamentos, palavras e atos com as perguntas formuladas.

É um guia para se agir direito. Se guardada de memória e aplicada no tratamento com terceiros, contribuirá definitivamente para mais efetivas e amistosas relações.

A experiência de muitos tem mostrado que se deve consultar sistematicamente a Prova Quádrupla para avaliar a retidão de pensamentos, palavras e atos, logrando-se maior felicidade e êxito.

As Avenidas de Serviço

Entende-se por AVENIDAS DE SERVIÇO as quatro grande comissões responsáveis pela concretização do ideal de servir, preconizado por Rotary, constante de seu objetivo:

Cada grande comissão, ou avenida, é responsável pelo desenvolvimento da meta que lhe diz respeito, e o objetivo resume-se em estimular o ideal de servir como base de todo o empreendimento digno, promovendo e apoiando:

1 - a SOCIABILIDADE

Dignidade da pessoa humana, criadora do espírito de cooperação, que impulsiona o trabalho nos diversos campos de ação;

2 - a SINCERIDADE

Consciência da profissão, que assegura elevadas normas de ética nas relações profissionais;

3 - a SOLIDARIEDADE

Amor ao próximo, indispensável à prestação de serviços em prol do bem público; e

4 - a FRATERNIDADE

Compreensão e paz mundial, base da aproximação internacional.

Lemas Rotários

Os lemas oficiais do Rotary são:

"Dar de Si Antes de Pensar em Si"
(Lema Principal)

"Mais se Beneficia Quem Melhor Serve"

O Lema do RI para cada ano rotário

O Compêndio Histórico do Rotary cita os lemas, de cada ano rotário, a partir de 1954-55, quando o presidente Herbert Taylor, autor da Prova Quádrupla, apresentou seis objetivos para o seu ano rotário:

1) aprender do passado e agir
2) compartilhar com os outros
3) aplicar a Prova Quádrupla
4) servir à Juventude
5) boa vontade internacional
6) bons rotarianos são bons cidadãos.

A partir de 1955-56, o lema do ano rotário foi simplificado para uma só palavra, ou uma frase, e esses motes emulativos passaram a constituir a motivação principal, não somente dos presidentes do RI - que os idealizam -, como também dos governadores e dos presidentes dos Rotary Clubs.

Esses dirigentes máximos se esmeram para que a divisa do ano rotário seja objetiva e abrangente, numa demonstração da internacionalidade do Rotary também em termos de unidade de propósitos. O lema anual é, portanto, a bússola que nortea o trabalho rotário na busca de uma meta comum, proposta pela sintética mensagem de estímulo e de incentivo.

Emblema Oficial



O emblema oficial do RI é uma roda de engrenagem com seis raios ou braços, vinte e quatro dentes ou projeções e um rasgo de chaveta; um dente é colocado sobre o eixo de cada braço e três entre as linhas centrais dos braços.

As duas palavras "Rotary lnternational" aparecem em espaços rebaixados no aro.
Com a roda na posição vertical, a palavra "Rotary" aparece na depressão superior, que ocupa um espaço de cerca de cinco dentes, e a palavra "International" aparece na depressão inferior, que ocupa o espaço de cerca de nove dentes e meio.

Entre essas duas depressões, de cada lado das mesmas, há outras duas depressões sem letras.

O espaço entre quaisquer dessas quatro depressões é de cerca de duas unidades de acordo com as proporções dadas nas especificações técnicas, e o espaço entre as depressões e qualquer dos bordos do aro é de cerca de uma unidade e meia.

Os braços são cônicos e de seção transversal elíptica. Ouando a roda está em posição vertical com a palavra "Rotary" em cima, os eixos de dois braços opostos formam um diâmetro vertical da roda, que corta ao meio o rasgo de chaveta, então no ponto mais alto de sua rotação.

Os lados dos dentes são levemente convexos, de maneira que o espaço deixado entre os dentes é, do ponto de vista da mecânica, aproximadamente correto.

Fonte: www2.brasil-rotario.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário