Ocorreu um erro neste gadget

Ola´! Que bom que passou por aqui, seja bem vindo! ! Espero que goste e volte sempre!!!!

"O Segredo da vitória, em todos os setores da vida, permanece na arte de aprender,imaginar,esperar e fazer mais um pouco."
( Chico Xavier - ditado por André Luiz )

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

CROMOTERAPIA


Várias foram as civilizações antigas, como a egípcia, a grega, a indiana, a chinesa e outras que fizeram uso das cores para tratamento de saúde.
Na China e na Índia a cor era mais relacionada à Mitologia e à Astrologia. Na Grécia muitos filósofos-médicos foram absorver o conhecimento da ciência médica na fonte egípcia, com os sacerdotes-médicos.



A Cromoterapia está intimamente ligada ao antigo Egito assim como a própria Medicina. O vínculo da Medicina ao Egito data de 2800 a.C. com IMHOTEP, considerado o Pai Universal da Medicina, pois foi ele quem escreveu os primeiros livros de Medicina, em rolos de papiros. E também foi ele quem fundou a primeira Escola de Medicina.



Séculos mais tarde, Hipócrates (460-377 a.C.), médico grego, esteve no Egito estudando a matéria Médica com os sacerdotes-médicos, durante três anos. De retorno a Cós, sua cidade natal, fundou a primeira Escola de Medicina da Grécia e elaborou o Juramento Médico baseado nos escritos de Imhotep.

Também o tratamento médico com o uso de cores iniciou no Egito, conforme pesquisas do Dr. Paul Galioughi, autor do livro “La Médicine des Pharaons”, onde relata como os sacerdotes-médicos tratavam os doentes com as cores, utilizando-se de flores e pedras preciosas.

Então, podemos dizer que a Cromoterapia nasceu no antigo Egito; adormeceu milênios; e ressurge como uma Medicina-energética, assim como a Homeopatia e a Acupuntura.

Define-se Cromoterapia como a ciência que utiliza as cores do Espectro Solar para restaurar o equilíbrio físico-energético em áreas do corpo humano atingidas por alguma disfunção.

As 7 cores do Espectro são:

- VERMELHO
- LARANJA
- AMARELO
- VERDE
- AZUL
- ANIL
- VIOLETA

A Cromoterapia está fundamentada em três ciências
Medicina A arte de curar;
Física Ciência que estuda as transformações da energia, em especial no capítulo dedicada à natureza da luz: sua origem no espectro eletromagnético e seus elementos, como comprimento de onda, freqüência e velocidade;
Bioenergética Ciência que demonstra a existência do corpo bioenergêtico, analisando a energia vital.
A Cromoterapia traz benefícios aos portadores de qualquer disfunção, começando por aliviar as dores e finalmente pela recuperação dos pacientes, na maioria das doenças.

Salienta-se a eficácia da Cromoterapia no tratamento da ENXAQUECA, doença que atinge um terço da população mundial adulta, conforme estatística da OMS (Organização Mundial de Saúde). A causa principal da Enxaqueca é energética (entrada de energia cósmica pela região occipital), mas pode estar aliada a uma disfunção orgânica como tensão pré-menstrual, má digestão, sinusite, problemas de visão, obstrução das carótidas que conduzem o sangue até os neurônios, compressão das vértebras da coluna cervical, etc...
A Cromoterapia faz o equilíbrio do fluxo energético e trata a causa física, eliminando a dor e restabelecendo a saúde após uma série de aplicações, numa média de dez a quinze.
A CROMOTERAPIA consta da relação das principais terapias alternativas ou complementares reconhecidas pela OMS em 1976, de acordo com a Conferência Internacional de Atendimentos Primários em Saúde de 1962, em Alma-Ata. Essa relação foi ratificada pela OMS em 1983, através do Diretor Geral da World Health Organization-OMS, Dr. Halfdan Mahler, e pelo Diretor do Programa de Medicinas Tradiconais da OMS, Dr. Robert Bannerman.

Fonte: www.cromoterapia.org.br

Cromoterapia é a prática da utilização das cores na cura de doenças. Vem sendo utilizada pelo homem desde as antigas civilizações — como Egito antigo, Índia, Grécia e China — com o objetivo de harmonizar o corpo, atuando do nível físico aos mais sutis. Para Hipócrates, saúde e doença dependem da harmonia entre meio ambiente, corpo e mente.

Os adeptos da cromoterapia entendem que cada cor possui uma vibração específica e uma capacidade terapêutica. Isaac Newton no século XVII conseguiu descobrir as cores do arco-íris friccionando um prisma. O cientista alemão Johann Wolfgang von Goethe, no século XVIII, pesquisou durante cerca de 40 anos as cores e descobriu que o vermelho tem propriedade estimulante no organismo, o azul acalma, o amarelo provoca sensações de alegria, e o verde é repousante. Esses efeitos são mais ou menos intensos, dependendo da tonalidade usada.

Atualmente

A cromoterapia do século XXI utiliza-se de tecnologia, e é baseada nas sete cores do espectro solar. Um pequeno bastão do tamanho de um lápis e com uma lâmpada de 25 watts é utilizado no tratamento. Ele é colocado a 5 centímetros da pele, e ali permanece por aproximadamente 3 minutos.

A cromoterapia consta da relação das principais terapias alternativas ou complementares reconhecidas pela OMS em 1976, de acordo com a Conferência Internacional de Atendimentos Primários em Saúde de 1962, em Alma-Ata, no Cazaquistão.

Fonte: pt.wikipedia.org

A Cromoterapia é uma ciência que usa a cor para estabelecer o equilíbrio e a harmonia do corpo, da mente e das emoções.

Vem sendo utilizada pelo homem desde as antigas civilizações, como no Egito antigo, nos templos de luz e cor de Heliópolis, como também na India, na Grecia, na China, onde suas aplicações terapêuticas foram comprovadas através da experimentação constante e verificação de resultados.

Atualmente há estudos onde se determina qual a cor mais adequada para ambientes de estudo, ou de trabalho, ou hospitais,etc. Até nas propagandas o uso de cores é estudado, dependendo do objetivo a que se quer chegar, o público alvo e o produto que está sendo trabalhado.

A Cromoterapia é baseada nas sete cores do espectro solar e cada cor tem uma vibração específica, atuando desde o nível físico até os mais sutis.

Querer catalogar, classificar as cores, é limitar o poder da luz. Cada cor tem uma infinidade de aplicações, pois elas são utilizadas conjugadas a outras energias que estão além dos sentidos, em outras dimensões. Por isso, eventualmente, pode-se usar determinada cor conseguindo-se determinado efeito e, em circunstância diferente, é preciso usar outra até aparentemente antagônica para conseguir o mesmo efeito.

Para cada pessoa deverá ser feita uma sensibilização diferente, pois a cor deverá combinar com as cores dessa pessoa. Não há cor melhor ou pior, mais nobre ou menos nobre, o que pode haver é a cor errada para determinado momento.

Por exemplo: costuma-se catalogar o azul como uma cor calmante e quando um paciente se queixa de irritação, nervosismo, costuma-se pensar em alguma cor dentro dos tons de azul. Mas esse paciente pode estar muito desenergizado, tentando superar essa falta de energia e ficando irritado por não conseguir o desempenho que gostaria de ter. Nesse caso, sua necessidade poderia ser de uma cor energética como o vermelho ou o laranja, quando então se acalmaria.

O cromoterapeuta deve ter formação e visão holística e a sensibilidade desenvolvida para utilizar as cores da forma adequada, ativando as energias que estão deficitárias, ajudando na recuperação de células doentes e contribuindo na indução a melhores hábitos mentais que se traduzirão em melhoria da ação, dos hábitos e da conduta, levando à harmonização e à saúde integral.

Cada parte do nosso corpo esta estritamente relacionada com as cores do espectro, portanto, dependendo da moléstia, necessitamos tratar essa parte com sua cor vibracional correspondente. Por exemplo: diabetes usamos o amarelo por sua ação reativadora e renovadora.

Cromoterapia é um tratamento terapeutico baseado em cores que podem ajudar a curar moléstias que se apresentam em nosso corpo físico.

O ser humano e a natureza necessitam da luz do sol para viverem. Sem luz não há vida e dessa maneira, o homem e a natureza recebem a luz solar e esta se decompõe em sete raios principais que são distribuidos por todos os nossos corpos, físico e energético. Se houver desequilíbrio dessas cores, as doenças refletem-se no nosso corpo físico e adoecemos.

A Cromoterapia, através de suas cores energéticas, reestabiliza o equilíbrio do organismo, obtendo-se, portanto, a cura. No tratamento Cromoterápico, podemos utilizar várias técnicas como fonte de cura ou harmonização: luz do espectro solar, luz de lâmpadas coloridas, alimentação natural, mentalização das cores e ainda contato com a natureza. As técnicas descritas aqui, podem ser utilizadas no tratamento das moléstias conforme tabela (na opção "tratamento").

Luz do Espectro Solar

Para essa técnica utilizamos um copo, garrafa, ou recipiente de vidro transparente, e neste, colocamos água potável, envolvendo-o com papel colorido (na cor recomendada conforme tabela de tratamento).

A exposição ao sol deverá ser de, no mínimo, 4 horas, para que a água possa ser carregada com a energia solar refletida pelo papel colorido.

Deverá ser tomado dois copos de água carregada ao dia, sendo um pela manhã em jejum e o outro à noite antes de dormir. A duração desta técnica de tratamento extende-se até a melhora do sintoma.

Essa técnica também pode ser usada com óleo de amêndoas para massagens locais (apenas uso externo).
Luz de Lâmpadas Coloridas

Nessa técnica utilizamos um bastão com bocal para lâmpada, escolhemos uma lâmpada de 25Watts com a cor estabelecida na tabela de tratamento.

Aplicamos em movimentos circulares, sentido horário, numa distância de 5cm da pele. Essa exposição deve ser por um perído de 5 minutos, uma vez ao dia, até o desaparecimento dos sintomas.

- Aplicação da luz azul para problema muscular

- Aplicação de luz amarela para tratamento do fígado

- Luz azul no tratamento das articulações

- Luz verde para infecções

- Alimentação Natural

Como coadjuvante do tratamento, a alimentação natural tem sua devida importância na harmonização do nosso sistema. Para isso, devemos selecionar alimentos que têm sua cor relacionada com o seu tratamento Cromoterápico. Exemplo: se estiver tratando com a cor amarela, procurar ingerir mais alimentos com essa tonalidade.

Mentalização das Cores

Se você tiver uma certa facilidade em visualizar mentalmente as cores do espectro, poderá ser feita essa mentalização no respectivo local ou órgão pelo prazo de 30 segundos duas vezes ao dia.

Contato com a Natureza

Como nosso corpo físico está estritamente ligado ao nosso campo mental, faz-se necessário que esvaziemos a mente do estresse diário para tanto, o contado com a natureza é uma fonte benéfica para a tranquilização da mente e harmonização do corpo.

Vermelho: Ativador da circulação e sistema nervoso (não utilizado)

Rosa forte: Age como desobstruidor e cauterizador das veias, vasos e artérias e eliminador de impurezas no sangue

Rosa: Ativador, acelerador e eleminador de impurezas do sangue

Laranja: Energizador e eliminador de gorduras em áreas localizadas

Amarelo forte: Fortificante do corpo, age em tecidos internos

Amarelo: Reativador, desintegrador de cálculos, purificador do sistema e útil para a pele

Verde forte: anti-infeccioso, anti-séptico e regenerador

Verde: Energia de limpeza, vaso-dilatador e relaxante dos nervos

Azul forte: Lubrificante das juntas e articulações

Azul: Sedativo, analgésico, regenerador celular dos músculos, nervos, pele e aparelho circulatório

Índigo: Anestésico, coagulante e purificador da corrente sanguínea. Limpa as correntes psíquicas

Violeta: Sedativo dos nervos motores e sistema linfático, cauterizador das infecções e inflamações

Reunimos, em uma tabela, os casos de enfermidades mais comuns e sua recomendação de tratamento. Enfermidades e seu tratamento.

COR MOLÉSTIA
Amarelo Indigestão, hepatite, icterícia, fígado, vesícula-biliar, pâncreas, rins, intestinos, espinhas e afecções da pele
Laranja Asma, bronquite e pulmões
Verde Problemas sanguíneos, feridas, infecções e cistos mamários
Azul forte Resfriado, sinusite, infecção do ouvido, estresse, tensão nervosa, reumatismo agudo e articulações
Azul Inflamação de garganta, tireóide, prisão de ventre e espasmos
Índigo Inflamações dos olhos, catarata, glaucoma, cansaço ocular, epistache (sangramento nasal) e nevralgias
Violeta Incontinência urinária e psicoses

Decoração, Cromoterapia e Feng shui

Você já parou para observar como determinadas cores nos ambientes podem nos agradar ou nos incomodar?

E como aquele cômodo escuro, frio, sem vida em nossa casa, depois que o pintamos, ficou com outra cara e energia renovada.

Pintar uma casa ou um cômodo com a cor escolhida, além de trazer uma sensação de limpo e novo, pode trazer uma vibração especial para o ambiente e para nós que ali habitamos.

Mas todo o cuidado é pouco na hora da escolha da cor das paredes, pois da mesma forma que uma cor pode nos influenciar positivamente, as cores podem nos desagradar ou passar péssimas sensações.

E um fato muito interessante é que podemos estudar e explicar o efeito das cores por várias ciências, mesmo que alternativas.

Para mostrar a riqueza de detalhes e a influêcia das cores nos ambientes, iremos explicar seus efeitos através da ótica do Feng Shui, cromoterapia e decoração.

O Efeito das Cores

BRANCO

Decoração

Um ambiente todo branco, para algumas pessoas, pode trazer prazer e calma, e para outras, frieza, tristeza e impessoalidade. O branco nos passa também uma sensação de limpeza, até exagerada. O branco só é branco, quando recebe uma luz intensa direta.

Cromoterapia

Ela potencializa as demais cores. Representa a luz divina.

Feng Shui

É uma cor neutra, que pode ser usada em qualquer ambiente. Muito cuidado quando o branco aparece em demasia em um ambiente, pois nos passa uma sensação de infinito, frieza, vazio e hostilidade. Deve-se quebrar o branco com quadros e móveis bem coloridos.

PRETO E CINZA

Decoração

É usado em pequenos detalhes, principalmente quando queremos fazer um "efeito especial", tanto dentro, como fora da casa. Ainda na área interna, é usado para fazer contrastes, principalmente com o branco. Muito usado no teto com pé direito muito alto, para dar a sensação de rebaixo.

Cromoterapia

É o oposto da luz, a escuridão total.

Feng Shui

É opressivo e depressivo. Representa o elemento água e deve se usar com muito cuidado. Em geral, é usado em pequenos detalhes na casa.

VERDE

Decoração

É uma cor muito usada. No chão, nos lembra a natureza. Não incide muita luz, mantendo a cor original. Em locais abertos, complementa madeira e jardins.

Cromoterapia

É a cor da natureza, traz força equilibrada e progresso mental e corporal. Acalma o sistema nervoso e os sentidos. Também significa esperança e satisfação.

Feng Shui

É uma cor neutra que representa o elemento madeira. Muito cuidado em usar a cor verde em locais que predomina o vermelho, pois teremos um local muito quente. Deve-se usar nos banheiros para elevar a energia deste local. Para casas que abrigam pessoas com problemas de saúde, o verde é uma ótima opção.

LILÁS/VIOLETA

Decoração

Tons mais claros podem ser usados em todos os ambientes. Se for uma cor monocromática, pode cansar.

Cromoterapia

Tem efeito purificador, tranforma as energias negativas em positivas. Ótimo para a saúde. Acalma o coração, a mente e os nervos.

Feng Shui

Traz tranquilidade, sossego e calma. Estimula a espiritualidade. Nas casas, deve ser aplicado em locais de meditação e oração. Em excesso, pode trazer depressão e ansiedade.

LARANJA

Decoração

Inconscientemente, lembra sabores agradáveis, sendo muito usado em cozinhas. Abre e estimula o apetite. Pode ser usado na sala de jantar, em uma só parede, em tons bem suaves. Em tons mais escuros, sugere estabilidade.

Cromoterapia

Auxilia a mente a assimila novas idéias, mas deve ser usado com certo cuidado.

Feng Shui

Em pequenas doses, estimula os sentidos, a criatividade e a comunicação. Boa para áreas da casa que quer se estimular o diálogo, como sala de visitas, de jantar e cozinhas. Em excesso, pode provocar conversas demais e até rebeldia.

VERMELHO

Decoração

Muita atenção em seu uso, pois, por ser uma cor muito energética e vibrante, pode provocar excitação e nervosismo, quando aparece em excesso nos ambientes. Em pequenas doses, traz aos ambientes um ar de glamour e até exótico. Em demasia, cai para a vulgaridade.

Cromoterapia

Muito indicado para pessoas tímidas e retraídas porque estimula a atividade mental e quebra barreiras. Revigora a coragem e a força de vontade.

Feng Shui

Cor que ativa e estimula as áreas de relacionamento afetivo, sucesso, auto-estima, fama e prosperidade. Deve ser usado com muito cuidado e em pequenas doses, pois é uma cor excitante e estimulante. No quarto de casal, ativa a sexualidade. Na sala ou cozinha, estimula o apetite e a fala. Em excesso, provoca brigas, confusões e explosões de humor.

AZUL

Decoração

Pode ser usado em grandes áreas sem tornar-se cansativo, mas deve ser combinado com outras cores para evitar a monotonia. Mais escuro, transmite autoridade. Deve ser usado em ambientes formais.

Cromoterapia

Nos passa calma e serenidade. Também é asséptico e desestressante.

Feng Shui

É uma cor calmante e traz tranquilidade aos ambientes. Deve-se tomar muito cuidado em locais cujas paredes são pintadas de azul claro, pois pode provocar sono em excesso. Já, para quem é muito agitado, é uma boa opção.

AMARELO

Decoração

É muito usado para esquentar áreas escuras e para dar mais iluminação. Em pisos, provoca sensação de avanço. Em grandes áreas e superfícies, pode incomodar por causa da incidência de luz.

Cromoterapia

É uma cor que atua diretamente sobre o mental. É animador, inspirador e estimula o raciocínio. Ajuda no auto-controle. Fortalece os ouvidos e os olhos.

Feng Shui

É a cor da luz. Estimula a comunicação, atividades mentais e abre o apetite. Deve ser usado no quarto de estudo ou na criança. Na cozinha, em doses equilibradas. Em excesso, provoca muita conversa e pensamentos acelerados e confusos, provocando preocupação.

Fonte: www.mistico.com
A Cromoterapia é a ciência que utiliza a vibração das cores do espectro solar para restaurar o re-equilíbrio físico-energético em áreas do corpo que apresentam alguma disfunção. As propriedades terapêuticas de cada cor vão agir nos campos energéticos que chamamos de Chakras, corrigindo e reativando o campo vibratório celular.

A Cromoterapia é uma terapia holística por tratar o ser como um todo. Cada cor tem uma vibração específica, atuando desde o nível físico até níveis mais sutis. A aplicação de cada cor tem como finalidade suprir carências de determinadas vibrações energéticas no corpo e neutralizar o excesso de outras.

A vibração de cada cor pode ser introduzida no corpo através de alimentos, líquidos e sólidos solarizados, luz solar ou artificial, visualização de cores, roupas, ambientes, pedras e cristais. Um dos maiores cromoterapeutas do mundo, o Prof. Renê Nunes, tem vários livros publicados sobre o assunto, bem como, um arquivo com mais de 11000 casos de cura das mais diversas doenças. Ele apresenta, em seus livros, combinações de cores e procedimentos específicos para o tratamento de cada caso.

A Cromoterapia trata de inúmeras disfunções orgânicas , tais como, pressão alta ou baixa, artero-esclerose, anemia, gastrite, úlcera, hepatite, hemorróidas, cálculos renais, Mal de Parkinson, cefaléia,bronquite, sinusite, conjuntivite e, até mesmo, queda de cabelo. Assim, com o aparelho de Cromoterapia, podem ser realizadas sessões, utilizando cores e procedimentos específicos para o tratamento de cada disfunção.

Uso Terapêutico das Cores

vermelho aumenta a energia vital

rosa ativa a energia amorosa, elimina impurezas do sangue

laranja proporciona maior alegria, jovialidade e libido,

elimina gorduras em áreas localizadas

amarelo desenvolve a criatividade, purifica o sistema e é

benéfico para a pele

amarelo forte fortifica o corpo e age em tecidos internos

verde aumenta a capacidade física e mental

verde forte anti-infeccioso, anti-séptico e regenerador

azul acalma e equilibra, é analgésico, regenera as células

dos músculos, nervos, pele e aparelho circulatório

azul forte lubrifica as juntas e articulações

rosa forte age como desobstruidor e cauterizador das veias,

vasos e artérias e elimina impurezas do sangue

indigo anestésico, coagulante e purificador da corrente

sanguínea, limpa as correntes psíquicas

violeta sedativo dos nervos motores e sistema linfático,

cauteriza as infecções e inflamações

dourado - concede a influência do Sol, dando ânimo e exaltação.

representa a opulência e a riqueza. Acelera o ritmo da bailarina.

prateado - concede a influência da Lua, proporciona mistério,

magia, receptividade e uma natureza mais feminina.

Fonte: br.geocities.com
Influências Gerais da Cor

A cor ocupa grande parte de nossas vidas.

A natureza nos proporciona constantemente variados matizes. Um brilhante céu azul pode elevar nosso espírito e um céu escuro e nublado podem fazer-nos sentir deprimidos e desernegizados.

A radiação solar traz alegria a muitos de nós. Cada estação do ano tem diferentes tons. Não preciso falar deles, todos tivemos contato com esses fatos segundo nosso ponto de vista. Quando o céu está claro à noite e a lua é cheia, muita gente se sente influenciada, favorável ou desfavorávelmente por isto.

Tudo tem uma certa frequência de vibração e isto se aplica a todos os órgãos do corpo humano. Se ocorre qualquer desvio da vibração normal tem-se um índice de que o órgão não está funcionando adequadamente.

Todos os órgãos têm uma vibração característica e que pode ser detectada e a tarefa do terapeuta é localizar as vibrações defeituosas do corpo e restaurá-las à saúde normal.

A aplicação da frequência adequada alterará a defeituosa e dará ao órgão o estado de normalidade. Fadiga, tensão, stress, medo e todas emoções negativas são criminosos perturbando as vibrações saudáveis.

A cor é uma vibração pura e quando usada na tonalidade certa e focalizada no lugar certo pode corrigir o problema e reconduzir o corpo à saúde.

As cores podem ser visualizadas com alguma perseverança. Tais cores podem ser empregadas num processo de autoterapia ou recomendadas para pacientes. E, é claro, a cor pode ser aplicada através de uma lâmpada colorida.

Há sete cores principais no espectro: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, índigo e violeta.

As cores quentes são: vermelho, laranja e amarelo.

O vermelho é o elemento do fogo e estimula e excita os nervos e o sangue. Promove a liberação de adrenalina e estimula os nervos sensoriais. Ativa a circulação sanguínea, excita os nervos cerebrospinais e o sistema nervoso simpático.

Revitaliza o corpo físico, mas, por ser tão poderosamente estimulante, deve ser usada com cautela.

Superestimação pode ser perigosa. Saúde significa equilíbrio.

O vermelho é contra-indicado em todas as inflamações e em muitos dos casos de perturbações emocionais.

Nunca se deve fazer um tratamento exclusivamente com vermelho é preciso complementá-lo com uma radiação com verde ou azul.

O laranja é uma combinação do vermelho e do amarelo.

Tem efeito antiespasmódico. Bom no tratamento das cãibras musculares e nos espasmos.

O laranja auxilia o metabolismo do cálcio e fortalece os pulmões, pâncreas e baço.

Esta cor acelera a pulsação mas não eleva a pressão sanguínea.

Fornece energia ao baço e pâncreas.

O laranja fortalece o corpo etérico, vivifica as emoções e cria um sentimento geral de bem estar e disposição.

O amarelo ativa os músculos motores e gera energia nos músculos.

Favorece a digestão mas se usada durante muito tempo pode provocar diarréia porque estimula o fluxo de bile.

O amarelo afasta os parasitas.

Melhora a condição da pele e purifica o sangue.

Ativa a linfa.

O amarelo pode deprimir o baço.

Sob o ponto de vista psicológico, afeta a melancolia e o desespero.

É a cor do intelecto e da razão.

O amarelo é contra indicado em casos de inflamação aguda, delírio, diarréia, febre, superexcitação e palpitações.

O verde é a cor média do espectro.

O verde dilata os capilares e produz sensação de calor.

Alivia a tensão, mas usado em excesso torna-se enfadonho.

Estimula a glândula pituitária e é um reconstrutor dos tecidos e músculos.

O verde é um desinfetante; libera e ao mesmo tempo regula o corpo elétrico e recupera o corpo astral que tenha sofrido choque, fadiga, moléstia ou emoções negativas.

Azul, índigo e violeta são cores frias.

O azul acelera o metabolismo. Promove crescimento e supuração.

Cura queimaduras muito rapidamente.

O azul é a cor da intuição e das faculdades mentais elevadas.

O azul é contra indicado para resfriados, gota, hipertensão, contrações musculares, paralisia, reumatismo crônico e taquicardia (batimento cardíaco acelerado).

O índigo é refrigerante, adstringente e elétrico.

Atua sobre as paratiróides, mas deprime as tiróides.

Quando a tiróide está sobrecarregada deve-se tratar as paratiróides com índigo.

Purifica a corrente sanguínea e prepara os leucócitos no baço.

Reduz ou mesmo estanca hemorragias.

Sempre que hemorragia excessiva estiver presente, trate as paratiróides com índigo. Reduz o ritmo respiratório e tonifica os músculos.

Usado demoradamente tem efeito anestésico, além disso afeta a visão, audição e paladar.

Afeta também os níveis emocional e espiritual e auxilia no tratamento de moléstias mentais, como o "delirium tremens"e a insônia.

Podem-se curar obsessões com ele, mas neste caso o terapeuta deve precatar-se para não adquirir tal obsessão.

O violeta deprime os nervos motores e o sistema linfático, bem como o sistema cardíaco.

Purifica o sangue e promove a produção de leucócitos.

O violeta mantém o balanço de potássio no corpo.

Detém o crescimento de tumores.

No tratamento de pacientes operados de câncer, três cores podem auxiliar:

Vermelho para energizar o sistema.

Verde para estabilizar o corpo astral.

Violeta para restaurar o equilíbrio sódio-potássio.

O violeta é uma cor boa e calmante nos casos de violenta insanidade.

Controla a fome excessiva.

É uma cor espiritual.

O poder de meditação é extremamente aprofundado sob luz violeta.

O Conde de Saint-Germain curava principalmente com os raios violeta.

O ultravioleta está fora do espectro visível.

Tal radiação desempenha um papel importante no metabolismo de cálcio-fósforo.

Fixa o ferro e o iodo sendo portanto útil no tratamento de bócio e raquitismo.

Normaliza o metabolismo e a atividade glandular.

Estimula a atuação do sistema nervoso simpático e auxilia a reduzir a dor.

É favorável ao bom funcionamento do coração e dos pulmões.

Há combinações de tons usados no tratamento pelas cores.

O limão é uma mistura de amarelo muito claro com verde muito claro.

limão rejuvenesce o organismo e elimina as toxinas.

É laxante, anticatarral e fortalece os ossos.

É um estimulante cerebral, ativa o timo e cura a imbecilidade.

É antiácido.

O púrpura e o escarlate são combinações de vermelho e azul.

O púrpura é composto por mais azul e menos vermelho.

O escarlate tem mais vermelho e menos azul.

O púrpura tem propriedades analgésicas. Suprime a malária e estimula as veias.

O escarlate estimula os rins e os mecanismos sexuais.

O magenta é uma combinação de vermelho e violeta e energergiza as adrenais e a ação do coração.

É diurético.

Em alguns casos atua como estabilizador emocional.

O turquesa é o oposto do raio limão. Auxilia a formação da pele.

Quando se trata uma queimadura com azul pode ser de grande ajuda empregar o turquesa para apressar a formção do tecido epitelial.

É um depressor cerebral. Reduz a superatividade mental.

Cores complementares

Cada cor tem sua cor complementar:

Vermelho Azul
Laranja Violeta
Amarelo Violeta
Verde Magenta
Azul Vermelho
Índigo Laranja
Violeta Amarelo
Os terapeutas que usam o pêndulo estão em vantagem quanto ao diagnóstico, seleção de cor e quanto à duração do tratamento.

Os pacientes não devem ser tratados exclusivamente do mal de que sofrem, mas necessitam ser cuidados em três níveis.

Inicialmente, deve-se tratar a moléstia no nível físico; a seguir, no nível elétrico, que compreende o sistema nervoso; finalmente, ao nível astral, que compreende as glândulas endócrinas e as emoções.

A maior parte das pessoas, ao olhar para a aura, só pode ver as vibrações dos três corpos mencionados, mas é muito difícil ver as vibrações dos corpos superiormente desenvolvidos.

Na aura, a vibração física está sempre numa posição fixa, muito próxima ao corpo físico.

A vibração etérica fica mais ou menos próxima, embora esteja misturada ou atuando como um duplo com a física, quando se está em boa saúde.

A camada astral é móvel. Pode-se configurar como uma terceira camada, próxima à etérica, quando em posição normal ou, então, estar mais afastada do corpo. Em caso de choque ou distúrbios emocionais, afasta-se de sua posição normal. Após uma operação, o praticante deve inicialmente remover as toxinas anestésicas e, então, cuidar do corpo astral.

Vibrações coloridas

Alimentos de cor vermelha, laranja e amarela têm efeito alcalino.
Alimentos verdes não são nem ácidos nem alcalinos: são neutros.
Alimentos de cor azul, índigo e violeta têm efeito ácido.
Alimentos vermelhos: carne, todas as frutas de casca vermelha, todos os vegetais vermelhos, agrião, beterraba, repolho roxo, cerejas, pimentão vermelho, cebola, uvas, rabanete.
Alimentos laranja: cenouras, laranjas, abóboras, milho, damascos, tangerinas e pêssegos.
Alimentos amarelos: damascos, manteiga, gemas de ovos, cenouras, milho, toronja, manga, melão, tutano, frutas de casca amarela e hortaliças amarelas.
Alimentos verdes: hortaliças verdes e frutas dessa cor.
Alimentos azuis: a maioria das frutas azuiz, como as ameixas, mirtilos, peixe, vitela, aspargos e batatas.
Alimentos índigo: são os mesmos descritos em alimentos azuiz e alimentos violeta. Alimentos violeta: berinjelas, brócolis-vermelho, beterraba, uva moscatel, amoras pretas.

A cor no lar

Quando você desejar decorar um aposento, pense se deseja que tenha a aparência de maior ou menor.

O vermelho, laranja e amarelo fazem com que um aposento pareça menor; ao passo que o branco, azul e índigo dão-lhe a impressão de ser maior.

O verde o mantém em sua proporção correta.

O azul modela o ego e dá-lhe harmonia com o meio. Tira o introvertido de sua concha.

O vermelho torna a pessoa egocêntrica e o verde faz bem para o coração.

Fonte: www.eusouluz.iet.pro.br

Fonte: www.portalsaofrancisco.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário