Ocorreu um erro neste gadget

Ola´! Que bom que passou por aqui, seja bem vindo! ! Espero que goste e volte sempre!!!!

"O Segredo da vitória, em todos os setores da vida, permanece na arte de aprender,imaginar,esperar e fazer mais um pouco."
( Chico Xavier - ditado por André Luiz )

quarta-feira, 27 de julho de 2011

DIA DO MOTOCICLISTA



27 DE JULHO

Segurança

Os "12 Mandamentos" do Motociclista

Enquanto as autoridades se dividem entre propor medidas de restrição ao uso da moto e fazer campanhas educativas para os Motociclistas, o motociclista Lucas Pimentel valendo-se de sua experiência a frente da ABRAM - Associação Brasileira de Motociclistas elaborou de maneira clara e prática uma lista contendo os "Doze Mandamentos" para a segurança dos motociclistas no trânsito.

A Associação Brasileira de Motociclistas (Abram) tem uma lista com "Doze Mandamentos" para a segurança dos motociclistas nas ruas e nas estradas brasileiras:

1 – Mantenha a motocicleta sempre em ordem

Verifique a calibragem e o estado geral dos pneus; cheque o funcionamento do farol, setas, lanterna e luz de freio; verifique o cabo, lonas, ou pastilhas, fluido e a regulagem se for freio hidráulico; confira o cabo, e a regulagem da folga ideal do sistema hidráulico; revise os amortecedores traseiros e as bengalas dianteiras quanto a vazamentos; verifique a vela, cachimbo e cabo; troque periodicamente o conjunto de coroa, corrente e pinhão; tenha sempre a mão a CNH e o CRLV; utilize o protetor de pernas (mata-cachorro) e a antena anti-cerol.

2 – Pilote utilizando equipamentos de segurança

Capacete aprovado pelo Inmetro; calça e jaqueta de tecido resistente (preferencialmente de couro); botas ou sapados reforçados e luvas (de preferência de couro).

3 – Reduza a velocidade

Quanto menor a velocidade, maior será o tempo disponível para lidar com o perigo de uma condição adversa ou situações inesperadas, como mudança súbita de trajetória de outro veículo.

4 – Atenção e concentração

O ato de pilotar motocicletas exige muita atenção do motociclista, por isso evite se distrair.

5 – Respeite a sinalização de trânsito

Conheça e respeite os sinais e as placas de trânsito.

6 – Cuidado nos cruzamentos

Os cruzamentos são os locais de maior incidência de acidentes de trânsito, então redobre a atenção e reduza a velocidade ao se aproximar dos mesmos, principalmente nos cruzamentos sem sinalização de semáforos.

7 – Cuidado nas ultrapassagens

Sinalize as manobras com antecedência e certifique-se de que você realmente foi visto pelo motorista a ser ultrapassado. Tenha cuidado ao passar entre veículos, principalmente ônibus e caminhões.

8 – Cuidado com pedestres

Lembre-se de que o pedestre tem prioridade no trânsito urbano. Seja cordial e fique alerta para os pedestres desatentos, principalmente crianças e idosos.

9 – Seja visto

Ao pilotar à noite, use roupas claras e com materiais refletivos.

10 – Alcoolismo

Está comprovado que bebida e direção não combinam. Então, se beber, não pilote. Fique vivo no trânsito.

11 – Mantenha distância

É imprescindível manter uma distância segura dos veículos à frente (cerca de cinco metros), principalmente em avenidas e rodovias.

12 – Cuidado com a chuva

Redobre a atenção, reduza a velocidade e evite freadas bruscas; lembre-se de que nestas condições o tempo de frenagem é duas vezes maior que o normal.

Elaborado por Lucas Pimentel, presidente da Associação Brasileira de Motociclistas (ABRAM), reprodução somente com autorização.

Nota

Os 12 Mandamentos do Motociclista, na forma de mini-cartilha foi recentemente distribuído no Salão da Motocicleta/Salão das Motopeças. Além disso, é um dos temas das palestras que a entidade realiza através do PRAM – Programa de Prevenção de Acidentes com Motocicletas.

Fonte: www.abrambrasil.org.br

terça-feira, 26 de julho de 2011

DIA DA VOVÓ


26 DE JULHO

Comemora-se o Dia dos Avós em 26 de Julho, e esse dia foi escolhido para a comemoração porque é o dia de

Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus Cristo.Conta a história que Ana e seu marido, Joaquim, viviam em Nazaré e não tinham filhos, mas sempre rezavam pedindo que o Senhor lhes enviasse uma criança.

Apesar da idade avançada do casal, um anjo do Senhor apareceu e comunicou que Ana estava grávida, e eles tiveram a graça de ter uma menina abençoada a quem batizaram de Maria.

Santa Ana morreu quando a menina tinha apenas 3 anos.

Devido a sua história, Santa Ana é considerada a padroeira das mulheres grávidas e dos que desejam ter filhos.

Maria cresceu conhecendo e amando a Deus e foi por Ele a escolhida, para ser Mãe de Seu Filho.

São Joaquim e Santa Ana são os padroeiros dos avós.

O Dia dos Avós gera polêmica por conta das críticas dos que só vêem o lado comercial da comemoração.

Mas o papel dos avós na família vai muito além dos mimos dados aos netos, e muitas vezes eles são o suporte afetivo e financeiro de pais e filhos.

Por isso, se diz que os avós são pais duas vezes.

As avós são também chamadas de "segunda mãe", e muitas vezes estão ao lado e mesmo à frente da educação de seus netos, com sua sabedoria, experiência e com certeza um sentimento maravilhoso de estar vivenciando os frutos de seu fruto, ou seja, a continuidade das gerações.

Celebrar o Dia dos Avós significa celebrar a experiência de vida, reconhecer o valor da sabedoria adquirida, não apenas nos livros, nem nas escolas, mas no convívio com as pessoas e com a própria natureza.

Fonte: www.belita.org

quarta-feira, 20 de julho de 2011

DIA INTERNACIONAL DO AMIGO E DA AMIZADE


20 DE JULHO

Amigo - Que é ligado a outro por laços de amizade. Em que há amizade.

Amizade - Sentimento fiel de afeição, simpatia, estima ou ternura entre pessoas que geralmente não são ligadas por laços de família ou atração sexual. (Dicionário Aurélio)

Quem é ou tem um amigo ou traz no peito esse sentimento nobre, sabe que a amizade vai muito além da definição de um dicionário.

A amizade é uma espécie de amor fraterno que, quando verdadeiro, só deseja uma única coisa em relação ao amigo:

vê-lo feliz. Vê-lo realizar seus sonhos, desenvolver seus potenciais, alcançar suas metas.

E tem como base a troca - de experiências, de anseios, de vida - envolto num clima de fidelidade, confiança e respeito mútuo.

Respeito, inclusive, pelos defeitos, por aquilo que, se não podemos mudar, ao menos podemos relevar e ajudar no que for possível.

Amigo, afinal, é para todas as horas, tristes ou felizes, com grana ou sem grana, para a aventura ou para o tédio.

Feliz Dia da Amizade!

"Amigo é coisa pra se guardar/ do lado esquerdo do peito/ dentro do coração/ Assim falava a canção/ que na América ouvi" nos canta emocionado e com boca trêmula nosso querido Milton Nascimento.

Ele sabe que amigo é coisa séria.

Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

HISTÓRIA DO ALL STAR


A MARCA

História Converse - All Star

A nossa vida é feita de histórias, das coisas que vivemos e fazemos a cada dia e que nos trouxeram até o presente. A Converse não é diferente. Ao longo dos seus mais de cem anos, se tornou uma das marcas mais importantes do mundo.

E para chegar até aqui, viveu histórias inesquecíveis:

1908 – 1918

Marquis Mills Converse funda a Converse Rubber Shoe Company em Malden, MA. Após iniciar a produção de calçados de lona, é lançado o Converse All Star, o primeiro tênis de performance para basquete do mundo. No final deste período, a Converse já produzia até 20.000 pares por dia. No mesmo ano Chuck Taylor amarra seu primeiro All Star.

1921 – 1930

Charles "Chuck" Taylor se junta a Converse com novas ideias para o All Star. Em 1923 o Harlem Renaissance é fundado. Também conhecido como o New York Rens, eles se apresentam por todo o país até 1949, remodelando o basquete e ganhando o primeiro Campeonato Mundial, com Converse nos pés. A assinatura de Chuck Taylor é incorporada ao logotipo All Star, marcando aquele que, até hoje, é reconhecido como o primeiro calçado de basquete endossado.

1935 – 1942

O campeão de Badminton Jack Purcell projeta junto à Converse o seu calçado - assinatura, inovador e durável, que mais tarde viria a ser um dos grandes sucessos da marca. A Converse modifica a produção para apoiar os esforços na guerra, projetando a bota A6 Flying Boot - utilizada por toda a corporação aérea do exército americano - e um tênis Chuck Taylor All Star para treinamento básico.

1949 - 1974

A Associação de Basquete da América e a Liga de Basquete Nacional se juntam para formar a NBA. Todos os jogadores calçam Chuck Taylor All Star.A Converse desenvolve uma versão baixa do All Star - o "oxford" - que logo se tornaria o calçado preferido, tanto de jogadores profissionais quanto daqueles que procuravam por lazer. Com tanto sucesso, o All Star Chuck Taylor ganha sete novas cores, além dos originais preto e branco. Em 1974 é lançado o One Star, um calçado de performance baixa que se tornou a escolha dos skatistas.

1976 – 1984

Enquanto o Pro Leather dominava as quadras de basquete profissionais, a Converse inaugurava um dos primeiros laboratórios de biometria da indústria. A Converse foi a patrocinadora oficial das Olimpíadas de Los Angeles, onde o time de basquete masculino americano ganhou medalha de ouro calçando Converse.

1986 – 1994

A Converse lança campanhas inesquecíveis, como "Escolha sua arma" e "Grandmama". Em 1992, o ChuCK Taylor All Star comemora 75 anos com 500 milhões de pares vendidos no mundo inteiro.

2003 - 2008

A Converse lança linhas de produtos assinadas com colaborações de John Varvatos e Dwyane Wade (primeira linha assinada de basquete da Converse, desde o Chuck Taylor All Star). Além disso, se junta ao RED, tornando-se parte do movimento mundial de conscientização. A marca entra no seu segundo século, honrando a herança de ver as coisas um pouco diferente, amar as pessoas que querem mudar o mundo para melhor e, basicamente, celebrando o espírito de rebeldia e originalidade.

E as melhores histórias são as que não acabam, as que vc simplesmente continua adicionando e adicionando, durante todo o tempo maravilhado criativo, disruptivo e otimista. As coisas evoluem de maneira corajosa para ser do que eram, para o que são, ao que se tornarão.

Fonte: www.converseallstar.com.br

terça-feira, 19 de julho de 2011

SETE PECADOS CAPITAIS


Origem dos 7 pecados capitais

Pecado do latim: peccátu

1. erro. engano, falsidade, aparente.

2. transgreção à lei de Deus;

3. transgreção de preceito religioso;

4. maldade;

5. injustiça

6. Saber a diferença entre o bem e o mal e escolher fazer o mal.

7. Algo que tem como salário a morte.

8. Obras da carne.

9. Estado da alma que não se encontrou com Jesus Cristo.

10. Qualquer ato que separa o ser humano de Deus; passível de ser perdoado quando o pecador se arrepende e invoca o nome de Jesus Cristo.

A palavra pecado é usada para caracterizar desobediência a lei de Deus, que pode ser perdoável, não necessitando ser confessado, caso a pessoa se arrependa; ou também um pecado capital, que é aquele que precisa ser confessado, a pessoa se arrepender de ter cometido e, na maioria das vezes de penitência para que a alma possa ser purificada no mármore do inferno.

Pecado é transgredir a lei de Deus. A Bíblia diz em 1 João 3:4 “Todo aquele que vive habitualmente no pecado também vive na rebeldia, pois o pecado é rebeldia.”

Apesar do conceito de pecado significar uma transgressão contra a vontade de Deus e se relacionar às descrições das falhas de caráter e do comportamento humano mais graves, fazendo parte da tradição judaico-cristã, eles não aparecem explicitamente na Bíblia. Alguns historiadores acreditam na relação dos 7 pecados capitais com os 10 mandamentos . Ou seja, os 7 pecados capitais são uma continuidade da mentira da igreja católica romana para inventar o fictício purgatório, que, segundo a igreja , é necessário para purificar a alma dos pecados que não foram suficientemente lavados pelo sangue de Cristo. Já os Dez Mandamentos foram dados por Deus como Lei moral para a sociedade, não obedecê-los origina o pecado.

O Cristianismo nos afirma que papai do céu, que vive lá em cima e vigia tudo o que fazemos, o tempo todo, em todo canto. Este papai tem uma lista de 10 coisas que ele não quer que a gente faça.

Se fizermos alguma dessas coisas, papai do céu tem um lugar especial, cheio de fogo,fumaça, sofrimento, tortura e angústia onde ele vai lhe mandar viver, queimando, sofrendo, sufocando, com a cara virada no pó, gritando e chorando para todo o sempre. Mas não se preocupe, isso é só um castigo, ele ainda ama você! Historicamente, os sete pecados capitais só foram enumerados e agrupados no século VI, pelo papa São Gregório Magno (540-604), tomando como referência as cartas do apótolo São Paulo. Esse pecados também são chamados de mortais, porque significariam a morte da alma em contraste com os pecados veniais, considerados menos ofensivos. Capital vem do latim caput (cabeça), significando que esses sete são como mães de todos os outros pecados.

Os pecados capitais são caracterizados como vícios de conduta praticados pelos homens. O termo pecado foi originado de uma classificação das condições humanas da antiguidade que precede ao surgimento do cristianismo, conhecidas atualmente como vícios, uma nomenclatura que foi usada, posteriormente, pelo catolicismo com o intuito de controlar, educar, e proteger os seguidores, de forma a compreender e controlar os instintos básicos do ser humano. O que antes era visto como problema de saúde pelos antigos gregos (por exemplo, a depressão) foi transformado em pecado (preguiça) pelos grandes pensadores do Cristianismo.

O pecado da preguiça é simplesmente o da indolência. Cientistas modernos sugerem que vítimas de depressão clínica podem ter sido julgados erroneamente como “preguiçosos” durante a Idade Média. Quem será que tem razão, a igreja ou a ciência? Oh, dúvida cruel! Mas, enfim, os pecados capitais mais praticados foram divididos e enumerados pelo Papa Gregório Magno, no século VI e definitivamente firmados no século XIII pelo teólogo São Tomás de Aquino.

Para São Tomás de Aquino, para cada pecado há uma virtude no outro lado da balança, funcionando como antídotos a esses vícios principais, sendo essas virtudes classificadas como: disciplina (para combater a preguiça), generosidade (avareza), castidade (luxúria), paciência (ira), temperança (gula), caridade (inveja) e humildade (soberba).

Assim, a Igreja Católica classificou e selecionou os pecados em dois tipos: os pecados que são perdoáveis sem a necessidade do sacramento da confissão, e os pecados capitais, merecedores de condenação.

Já o segmento evangélico, não crê em purgatório, nem classifica os pecados como “passíveis de análise”. Segundo seus preceitos, não existe pecado pequeno ou grande, pois “todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus”. Ou seja, o pastor bota é quente no seu terreiro, ou peca de jeito ou não peca.

Se quiseres ser perdoado, a única diferença vai ser no tamanho do perdão, traduzindo para o “avarêz”: o que importa é a sua condição financeira, pois só ela comprará a sua salvação.

O que os religiosos diziam ser pecado, os gregos e romanos celebravam. A história dos 7 pecados capitais é cheia de reviravoltas surpreendentes, incluindo contradições Cristãs e comportamentais que evoluíram ao longo dos séculos, de acordo com a necessidade individual ou social da humanidade. Um cristão religioso dirá que os seres humanos já nascem culpados, por causa do pecado original de Adão e Eva, uma falta que é contudo redimida pelo batismo. Psicólogos, sociólogos e afins, dirão que o sentimento de pecado é algo adquirido, em geral na infância, e decorrente da educação e relação com os pais. Um biólogo evolucionista argumentará que a concepção de pecado ou culpa está relacionada ao gene, como necessidade de sobrevivência, por exemplo.

Os 7 pecados capitais foram tema de um documentário desenvolvido pelo History Channel, onde são apresentados, individualmente, a evolução e origem de cada pecado.

Abaixo, mostramos alguns trechos do documentário, seguidos das definições e algumas observações acerca da história dos 7 pecados capitais:

Inveja

Segundo Tomás de Aquino, Inveja é o desgosto ou pesar pelos bens do outro, a dificuldade de admirar o outro, o sentimento de injustiça .

O slogan que define a inveja é: Ele é mais do que eu, também quero” a inveja nos faz perder o contato com nossas reais possibilidades.

“Pela inveja do diabo”, costuma dizer-se, entraram no mundo o pecado e a morte, pois o diabo, ao ser condenado a sua condição de anjo maligno, por ser demasiadamente soberbo, tenta fazer com que o ser humano caia no mesmo pecado, e deixe de gozar de um bem que lhe foi arrebatado.

A tradição cristã classificou a inveja como um dos pecados capitais, o vício oposto à virtude da caridade. Tomás de Aquino, no entanto, pergunta por que o sentimento de tristeza tem que ser mau e pecaminoso. Acontece que a maldade não radica no sentir, ou na paixão, mas no que dela pode advir. Não é mau se entristecer, diz São Tomás de Aquino, porque os outros têm aquilo que me falta. A inveja é vício, em todo o caso, na medida em que compele o homem a agir – a agir mal – para remediar essa tristeza. O reprovável não é se sentir aflito pelo bem do outro. O sentimento é incontrolável; o pecado, ao contrário, está na ação que induz essa aflição, a qual é consentida, livre, e pode ser má.
Gula

A Gula é absorver o que não se necessita, ou o que é excedente. Pode se manifestar em todos os quatro planos (espiritual, emocional, racional e material). Claro que a igreja distorceu o sentido original. Segundo São Tomás de Aquino, das forças autodestrutivas existentes, uma das que homem pode se submeter é a gula.

Esse pecado capital poderia se entender como o mais primitivo de todos, uma vez que a oralidade, a primeira fase do desenvolvimento humano, na qual a boca é a fonte de prazer caminha com o homem durante toda sua vida.

Ira

Segundo o dicionário: substantivo feminino, do latim Ira. cólera; zanga; indignação; raiva; desejo de vingança.

Para a Igreja Católica: a ira não atenta apenas contra os outros, mas pode voltar-se contra aquele que deixa o ódio plantar sementes em seu coração, e neste caso normalmente é levado ao suicídio.

Preguiça

Isto provavelmente quase ninguém deve saber, mas o nome original da Preguiça é Acídia.

Acídia é a preguiça de busca espiritual.

Quando a pessoa fica acomodada e passa a deixar que os outros tomem todas as decisões morais e espirituais por elas.

É muito fácil de entender porque a Igreja Católica substituiu a Acídia pela Preguiça dentro dos sete pecados: Trabalhar pode, pensar não! Continuem ganhando dinheiro pra nós, e deixe que eu converso com Deus para que ele resolva tudo.

Luxúria

É definida como uma impulsividade desenfreada, um prazer pelo excesso, tendo também conotações sexuais. “deixar-se dominar pelas paixões”. Em português, luxúria foi completamente deturpado e levado apenas para o sentido físico e sexual da palavra, mas seu equivalente em inglês (Lust) ainda mantém o sentido original (pode-se usar expressões como “lust for money”, “lust for blood”, “lust for power”).

A melhor tradução para isso seria “obsessão”. A luxúria tem efeito na esfera espiritual quando a pessoa passa a ser guiada pelas suas paixões ao invés de sua racionalidade.

Eu morro no inferno, mas num deixo esse pecado de lado.

Orgulho

É o brio, a altivez, a soberba. A sensação de que “Eu sou melhor que os outros” por algum motivo. Isto leva a ter uma imagem de si inflada, aumentada, não correspondendo a realidade.

Em sua síntese, orgulho é um sentimento de satisfação pessoal pela capacidade ou realização de uma tarefa. Sua origem remonta do latim “superbia”, que também significa supérfluo. Algumas pessoas consideram que o orgulho para com os próprios feitos é um ato de justiça para consigo mesmo.

São Thomas de Aquino determinou sete características como inerentes ao orgulho:

Jactância – Ostentação, vanglória, elevar-se acima do que se realmente é.

Pertinácia – Uma palavra bonita para “cabeça-dura” e “teimosia”. É o defeito de achar que se está sempre certo.

Hipocrisia – o ato de pregar alguma coisa para “ficar bem entre os semelhantes” e, secretamente, fazer o oposto do que prega. Muito comum nas Igrejas.

Desobediência – por orgulho, a pessoa se recusa a trabalhar em equipe quando não tem suas vontades reafirmadas. Tem relação com a Preguiça.

Presunção – achar que sabe tudo. É um dos maiores defeitos encontrados nos céticos e adeptos do mundo materialista. A máxima “tudo sei que nada sei” é muito sábia neste sentido. Tem relação com a Gula.

Discórdia – criar a desunião, a briga. Ao impor nossa vontade sobre os outros, podemos criar a discórdia entre dois ou mais amigos. Tem relação com a Ira.

Contenda – é uma disputa mais exacerbada e mais profunda, uma evolução da discórdia onde dois lados passam não apenas a discordar, mas a brigar entre si. Tem relação com a Inveja.

Avareza

Caracteriza-se pelo excesso de apegos pelo que se possui. Normalmente se associa avareza apenas ao significado materialista, de juntar dinheiro, mas sua manifestação nos outros elementos (espiritual, emocional e mental) é mais sutil e perniciosa. A avareza é considerada a origem de todas as falsidades e enganações.

E é nela que todo caráter moral desses pecados cai em contradição, quando nós observamos que é nas próprias igrejas onde a avareza predomina.

“Todo pecado se fundamenta em algum desejo natural e o homem, ao seguir qualquer desejo natural, tende à semelhança divina, pois todo bem naturalmente desejado é uma certa semelhança com a bondade divina” -, e que o pecado é desviar-se da reta apropriação de um bem, Tomás lembra que, se a busca da própria excelência é um bem, a desordem, a distorção dessa busca é a soberba que, assim, se encontra em qualquer outro pecado: seja por recusar a superioridade de Deus que dá uma norma, norma esta recusada pelo pecado, seja pela projeção da soberba que se dá em qualquer outro pecado. Ao acumular indevidamente riquezas, por exemplo, é a afirmação da excelência do eu – pela posse – o que se busca. Assim, a soberba, mais do que um pecado capital, é rainha e raiz de todos os pecados. “A soberba geralmente é considerada como mãe de todos os vícios e, em dependência dela, se situam os sete vícios capitais, dentre os quais a vaidade é o que lhe é mais próximo: pois esta visa manifestar a excelência pretendida pela soberba e, portanto, todas as filhas da vaidade têm afinidade com a soberba”

Poderíamos dedicar uma postagem exclusiva para este pecado capital, visto a evolução histórica da sua concepção, nenhum pecado mudou tanto ao longo dos anos quanto o pecado da ganância.

Para Gregório, o homem avarento era um assassino. Se ele vivesse nos tempos atuais, será que ele consideraria a Igreja Universal como uma Casa de Detenção do Senhor? “Aquele que guarda para seu próprio uso o que iria sustentar o pobre, está matando todos aqueles que poderiam viver para a sua abundância.” (Papa Gregório).

Alguns pensadores da época, tinham seu próprio conceito acerca da Avareza. Aristóteles acreditava que para o indivíduo alcançar uma boa vida ele deveria encontrar o equilíbrio entre o excesso e a deficiência. Já Horácio, defendia que a ganância era o próprio castigo e não o pecado; o castigo era o de estar fadado eternamente pela desejo insaciável pelo poder. É dele a máxima: “Quanto mais você tem, mais você deseja”.

Mas dentre todos estas criaturas antigas, Jesus, com certeza foi o mais engraçado.

Jesus proclamou: – Afastem-se da ganância. O que ganhará o homem se ganhar o mundo e perder a alma?

Com a sua mania de consolar os pobres e oprimidos, Jesus costumava dizer à eles: – Vocês é que são os abençoados, e não os ricos.

Jesus era meio cara de pau, porque você chegar para uma pessoa que está morrendo com a fome e todas as outras pragas advindas da liseira e lhe dizer que ele era mais abençoado que aquele cidadão que estava no conforto do seu lar com o bucho cheio, é não ter noção do perigo, é ter muita coragem de não levar um “mói de peia” proveniente da Ira que devia causar nos pobres. Eu, hein! Mais tarde, esse mesmo Jesus foi vítima de sua própria falácia. no episódio em que Judas entregou Jesus em troca de 30 conto réi magro.

Depois desse fato, o apóstolo Paulo escreveu algo, que mais tarde se tornaria uma crítica secreta do Cristianismo ao Império Romano corrompido pela ganância: “A Raiz de todo o mal é a Avareza” Que foi traduzida para o latim: “Radix Omium Matorum Avarira”, sendo as inicias formadoras do nome ROMA! Existe também a história da batalha entre os Vícios x Virtudes, onde o estudioso Prudêncio, considerado gênio na época, por conseguir personificar os pecados, deu forma de mulher à Ganância. Persistindo o episódio no qual ela, que tinha uma aparência feia, se fantasiou em um corpo e rosto belos para poder ludibriar as pessoas que antes não conseguia; Dissimulada, a ganância justificou a sua avareza em nome dos filhos pobres que teria para sustentar.

Qualquer semelhança com aquela pessoa bem arrumada, simpática e falante, que fica no altar da sua igreja, não é mera coincidência.

Não podemos deixar de registar a importância, para a época, do escritor italiano Dante Alighieri, que foi quando realmente surgiu a noção de inferno, purgatório e paraíso, na obra Divina Comédia. Dante escreveu sobre os castigos criado para os pecadores, mandando-os para o inferno, que é onde ele encontra os padres pecadores vendedores de indulgências (perdão total ou parcial dos pecados terrenos, traduzindo para nossa época: dízimo).

A prática da indulgência indicava que agora a Ganância era uma prática aceitável pela igreja. No documentário aparece Dante punindo os padres, que são enterrados, no inferno, de cabeça para baixo com os pés pegando fogo, representando o inverso do ritual do batismo. Mas nem queimando esse povo teve jeito, mais tarde eles inventaram a Simonia (que é a venda de favores divinos, bençãos, cargos eclesiásticos, como por exemplo, a confissão).

Depois desses fatos, e com o advento do capitalismo, da Revolução Industrial e de tantos outros fatos mercantis, o pecado da Avareza nunca mais foi o mesmo, se é que algum dia ele, realmente, representou pecado. Hoje, a ganância é vista como um dom, nós costumamos exaltar os ricos e poderosos.

Mesmo assim, os fanáticos religiosos continuam pensando no pecado como coisa verdadeira, real. Mas, de maneira mesmo que simplória, as pessoas estão se tornando mais esclarecidas e aprendendo a separar fantasia de realidade.

Pecados são frutos de uma concepção religiosa. Não há pecados, o que existe é a indiferença em relação aos problemas dos outros, a arrogância, a incapacidade de doar-se. Atitudes que, contudo, resultam de problemas pessoais.

Fonte: reevolucao.net

quinta-feira, 14 de julho de 2011

"QUALIDADE DE VIDA" OU "QUALIDADE DEVIDA"?


Padrões e perfis apontados como modelos, resultam em prosperidade emocional, pessoal e profissional?

O mundo nos fala sobre as “Qualidades” de um vencedor, caso se encaixe próximo a esse “perfil” :

Questiona-se sobre o resultado pretendido e obtido?
O caminho é bom e faz você feliz?
Pode enxergar com clareza e coração o que realmente procura nesse movimento incessante,às vezes, obssessivo, na direção escolhida?
Fez a escolha baseado em que: “Qual Idade De Vida“ , “Qualidade De Vida ” ou "Qualidade Devida“ ?

Fique atento na base de sua escolha,pois ela quem lhe orienta pelo caminho que lhe conduz aos acontecimentos prazerosos, onde suas ações trazem satisfações e felicidades e seus sonhos podem tornar-se realidade. Cuide para que sejam realmente os "seus sonhos" .

VIVA SEU PRÓPRIO MODELO

Qualidade é forma de vida, caminho que só você escolhe e trilha utilizando-se da sua intuição e seu coração, sem outras influências.Tudo que é externo e não vivido por você é “ ilusão”, pois, a verdade dos fatos, pessoas e coisas é privilégio de quem as vivência.

Construa você seu modelo de prazer, realização e felicidade, assim encontrará o ponto dinâmico de equilíbrio profissional,financeiro, pessoal, emocional, energético e espiritual. O equilíbrio a que me refiro não sugere igualdade em todos os planos, mas harmonia.

APRENDA COM VOCÊ – A LUCIDEZ

Permita-se responder apenas às exigências práticas que tenham significado na sua vida. Relaxe, pelo menos tente. Reproduza e fortaleça apenas crenças que sejam suas, de mais ninguém e, atraia sensações que sejam importantes para você, afastando as sensações estressantes, de ansiedade, euforia .

Dê um passo para fora, questione-se, reveja sua direção com olhos limpos. Se as situações do dia-a-dia são, na maioria, prazerosas, bom sinal. Do contrário, valide a manutenção desse caminho que, talvez, seja apenas suportável ou mesmo sem graça,e, com mornas e pouco satisfatórias recompensas.

APRENDA COM VOCÊ – A REAÇÃO

Reforçamos, sem perceber, uma distância de nós mesmos. Nos ignorarmos.E, quanto mais habitamos em vazios interiores, com a mesma intensidade, promovemos reforços exteriores que nos distanciam de nossas verdades e felicidade. É exaustivo atender as exigências externas, se não se sabe o que deseja. E, movido por ilusões sobre a vida “ dos outros”, acredita que essas exigências devam ser seguidas e, paga-se o preço que for necessário. Ser feliz não tem preço.

DESAPRENDA - O AUTO ABANDONO

Seja por vaidade, ignorância ou medo, auto-abandono resulta em doenças físicas e emocionais, acionadas pelo organismo como reflexo dos sentimentos negativos que nos geramos. Seja franco e corajoso com você, assuma -se por inteiro! Nunca aprisione quem e como você é, para ser quem deve ou é indicado que seja. Vença seu mundo interior, nosso maior desafio, e saboreie essa vitória no mundo exterior.

Sei bem que não é fácil mudar, realizar transformações profundas, reavaliar crenças, abandonar hábitos limitadores e começar uma vida renovada.

CONHEÇA VOCÊ !

Seja Inteligente, faça diferente! Mergulhe no seu lado de dentro, lá estará o que precisa e pode encontrar nesse momento para sua satisfação.Viva sua meta de prosperidade e felicidade agora! Isso é Qualidade!

Solte-se e descubra o que fez com você até agora, arrisque um zig-zag, dê espaço para "você mesmo" ocupar a sua vida. Olhe-se como se fosse a primeira vez, descubra novidades. Procure-se mais vezes, se escute de verdade, se dê carinho com as próprias mãos, faça perguntas para você mesmo e as responda de forma que possa escutar, escute seu silêncio.

A necessidade das pessoas é a de “ si mesmas”. Você precisa de você encaixado em si para conquistar qualquer coisa. Uma vez feita a sua escolha,e enveredado por esse caminho, não conseguirá voltar atrás, pois os benefícios passam a ser palpáveis,bem reais e nos permitem avançar desfrutando,em qualquer idade e situação,de momentos excelentes. Paciência com você!

ORIENTE SUA FORÇA E CORAGEM NA SUA DIREÇÃO

Flua. Dê mais força para você. Logo aprenderá amar melhor essa pessoa, que pode ser seu maior e fiel companheiro: "você mesmo”. Comece a dar espaço para que possua a Qualidade Devida em vários planos. Proporcione-se o melhor que puder. Seja seu passo grande ou pequeno, te levará para mais perto do seu eu verdadeiro.Valorize suas qualidades e desejos e seja compreensivo com seus pontos a serem melhorados.

Encontrará o caminho de volta para sua casa – O coração Ingênuo,livre de impurezas e perdoado por você mesmo. Que seja um prazer se "reencontrar, reconhecer e aceitar" você. Quando menos esperar, vai dar de cara e ser invadido por felicidades, prazeres, conquistas , ambundância, plenitude de forma contagiante e independente de qualquer padrão .

Isso nada mais é que essa tal, Qualidade Devida de Vida ! Você ligado no seu coração.

Fonte: www.artigos.com

FÉRIAS!!!!! QUAL A MELHOR DIVERSÃO PARA CADA IDADE?


As crianças precisam de desafios, iniciação aos esportes, contato com a natureza e visitas a museus

Você já parou para pensar no que o seu filho faz quando está fora da escola? Assiste TV, pratica esportes, brinca com amiguinhos? Nas férias, nos fins de semana ou no contraturno, é natural que as crianças (e os pré-adolescentes, claro) queiram se divertir, mas os pais devem estar atentos às brincadeiras dos pequenos (e mesmo daqueles que não são mais tão pequenos), pois há atividades adequadas e inadequadas para cada faixa etária.

A educadora Adriana Friedmann, autora dos livros A Arte de Brincar e Desenvolvimento da Criança através do Brincar, explica que o "brincar" deve ter lugar prioritário na vida da criança. "Brincar é fundamental na infância por ser uma das linguagens expressivas do ser humano. Proporciona a comunicação, a descoberta do mundo, a socialização e o desenvolvimento integral", afirma.

De acordo com a educadora, o "brincar" é composto por vários elementos: uma estrutura (começo, meio e fim), os meios (como brincar), os fins (por que brincar), o conteúdo (a temática da brincadeira), as regras, o espaço, o tempo, os brinquedos, os parceiros e um comportamento lúdico (ações e reações daqueles que brincam). "Historicamente o homem sempre brincou, através dos diversos povos e culturas e no decorrer da história, sem distinção, nas ruas, praças, feiras, rios, praias, campos. Mas, ao longo do tempo, as formas de brincar, os espaços e tempos de brincar, os objetos de brincar e os brincantes foram se transformando", afirma Adriana Friedmann. Leia mais sobre a história da infância na reportagem O fim da infância.

Segundo a educadora, brincar sempre foi essencial para o ser humano, mas é uma ação que está perdendo seu espaço físico e temporal. Entre as causas dessa perda de espaço estão o crescimento das cidades, a ausência de locais públicos voltados para o lazer, o fato de as crianças terem muitas atividades extracurriculares, a falta de segurança e a inserção da mulher no mercado de trabalho, o que diminuiu o tempo das crianças perto da família.

Tudo isso provocou uma redução na quantidade de tempo que as crianças dedicam a brincadeiras. Para não deixar que o seu filho cresça sem saber o que são brincadeiras como esconde-esconde e amarelinha, é preciso que você entre em ação, acompanhe as atividades dele e incentive-o a brincar de forma saudável e adequada para a idade. A educadora Adriana Friedmann alerta: cada faixa etária exige um tipo diferente de brincadeira.

Marina Azaredo

Fonte: educarparacrescer.abril.com.br

quarta-feira, 13 de julho de 2011

DIA MUNDIAL DO ROCK


13 DE JULHO

Quando surgiu o rock n'roll? O que é exatamente o rock? Quem é o pai do rock?


Todas estas perguntas são difíceis de responder, dada a quantidade de influências que cercam a história do rock. Mistura de música da elite com a música do povo, música de preto misturada com música de branco, uma salada de estilos definiu como rock n'roll aquela música agitada que embalou tantos jovens na década de 50 e até hoje possui seguidores fiéis - desde os admiradores do rock antigo, como os fãs de suas mais diversas variações e ramificações: o progressivo, o heavy metal, o punk rock, o hard rock, e por aí vai.

A imagem de rebeldia associada ao rock não é gratuita. Quando o estilo despontou, no início da década de 50, o mundo se deparava com a alegria do final da Segunda Guerra Mundial e da Guerra da Coréia. As pessoas queriam comemorar, principalmente nos Estados Unidos, que despontava como grande potência mundial.

Por outro lado, havia a pressão da Guerra Fria e a idéia de que, com o anúncio da explosão de bombas atômicas pela então União Soviética, era possível o "fim do mundo" a qualquer momento. Assim, aproveitar cada momento como se fosse o último era a ordem do dia. Daí para a idéia de rebeldia era um passo: para curtir a vida a qualquer preço, havia o prazer da transgressão, o fascínio pelas motos e pela alta velocidade, as festas intermináveis.

Bill Haley and his Comets, Chuck Berry, Jerry Lee Lewis, Carl Pergkins, Fats Domino, Little Richard, The Beatles, Elvis Presley, entre outros, foram os primeiros nomes a arrastar multidões que ansiavam por um estilo de música jovem, moderna e dançante.

No Brasil, a cantora Nora Ney - da fase áurea do rádio e conhecida como "rainha da fossa" - foi quem curiosamente cantou o primeiro rock em português. Mas o fenômeno do rock mesmo só começou com os irmão Tony e Celly Campelo. Depois, era a vez da Jovem Guarda, de Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléia, inspirados nos Beatles, os meninos de Liverpool.

Na década de 70, destacou-se Raul Seixas; nos dez anos seguintes, foi a vez do boom do rock nacional com Kid Abelha e os Abóboras Selvagens, Engenheiros do Hawaii, Blitz, Barão Vermelho, Legião Urbana, Ultraje a Rigor, Capital Inicial, Titãs e Paralamas do Sucesso. Na música solo, destaque para Cazuza, Marina Lima, Lulu Santos, Rita Lee, Lobão, entre outros.

UM POUCO DE HISTÓRIA

A origem do rock n'roll se encontra no blues, a quem deve a estrutura rítmica e melódica. O blues, criado pelos negros trazidos da África para trabalhar nas plantações de algodão nos Estados Unidos, no início do século XX, nasceu dos cantos dos escravos, geralmente cheios de tristeza e saudade de sua terra natal. Não é à toa que recebeu o nome de blues, que em inglês significa melancolia e tristeza.

Na época, o estilo musical mais popular era o jazz, "música branca" baseada na improvisação e com ênfase nos instrumentos de percussão e sopro. O blues apareceu como alternativa: era a expressão da música negra.

Outro ingrediente entrou na mistura que daria no rock. Tratava-se da música gospel, característica das igrejas evangélicas, com um toque de blues e mensagens para o povo oprimido. O ritmo country também contribuiu para a consolidação do rock - principalmente no que se refere à definição do nome para o estilo musical, graças ao radialista Alan Freed.

Gíria dos negros norte-americanos que faz alusão ato sexual e está presente em muitas letras de blues, a expressão rock and roll foi usada por Alan para difundir o novo gênero musical que começara a se disseminar.

Em 1951, Allan lançou o programa de rádio "Moon Dog Show", mais tarde rebatizado de "Moon Dog Rock and Roll Party", ao mesmo tempo que promovia festas com o mesmo nome. Tudo para difundir o novo gênero.

REI DAS MULTIDÕES

Sam Phillips, dono da gravadora Sun Records, de Memphis, no estado de Tenessee (EUA), sentindo a força do novo ritmo musical que surgia no mercado radiofônico, disse a célebre frase em 1954: "Se eu achasse um branco de alma negra, eu ganharia um milhão de dólares". Ele não ganhou, mas achou Elvis Presley - um dos ídolos do rock mundial que até hoje angaria fãs.

No mesmo ano, precisamente em 5 de julho, Elvis Aaron Presley, um caminhoneiro, entrava nos estúdios da gravadora de Sam para gravar "That's all right" do cantor de blues Arthur "Big Boy" Cradup.

Dois dias depois, a música tocava pela primeira vez numa rádio e, no dia 19, Elvis lançava seu primeiro compacto.

Nascido em 8 de janeiro de 1935, em Tupelo, Mississipi, Elvis se mudou com a família para Memphis, onde iria se iniciar na carreira de cantor.

Após o sucesso da música "That's all right", ele foi contratado pela RCA, um dos gigantes da indústria fonográfica, em 1955. No repertório, blues e country davam o tom. E no palco, movimentos pélvicos seriam sua marca registrada, levando as fãs ao delírio e caindo como uma luva para o apelido "Elvis - the pelvis".

Em 1956, ele estreou no cinema, como o galã do faroeste "Ama-me com ternura". Além de atuar, canta um dos seus maiores sucessos: "Love me Tender", inspirado numa melodia de 1861 e lançado pouco antes do filme.

Em agosto de 1977, Elvis vem a falecer em decorrência de uma arritmia cardíaca, em sua mansão, conhecida como Graceland, localizada em Memphis. Desde então, 16 de agosto é considerado o Dia Nacional de Elvis, sempre muito comemorado nos Estados Unidos.
CURIOSIDADES DO ROCK

O que os rockstars faziam antes da fama? Chuck Berry foi cabelereiro; Deborah Harry (Blondie) foi garçonete de um clube da Playboy; Duff McKagan (Guns N'Roses) chegou a roubar carros; Elvis Presley foi motorista de caminhão; Phil Collins foi ator de teatro infantil; Sting foi leiteiro e professor; Van Morrison foi limpador de janelas; Joe Cocker foi encanador; Jimi Hendrix foi paraquedista no exército.

O álbum "Ummagumma" do Pink Floyd foi editado com várias capas diferentes ao redor do mundo; entretanto, para se perceber tais diferenças é necessário ser um observador atento, pois elas ocorrem na foto da capa, com os músicos aparecendo em posição diferente, e num pequeno quadro que está na parede.

Inicialmente "Festa de Arromba", o mais importante programa musical dos anos 60, terminou por chamar-se "Jovem Guarda", por sugestão do publicitário Carlito Maia, da MM&P. O novo nome foi extraído de uma frase do revolucionário soviético Lenin: "O futuro pertence à Jovem Guarda porque a velha está ultrapassada". Apresentado por Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa, a idéia original era ter ao lado de RC a "rainha do rock" Celly Campello, que não aceitou retornar à vida artística. O programa entrou no ar em 1965, aos domingos à tarde, substituindo a transmissão ao vivo dos jogos do Campeonato Paulista de Futebol.

Sobre a lápide de Jim Morrison está escrito "Kawa Ton Aaimona Eaytoy". A inscrição em grego significa "queime seu demônio interior".

O Made in Brazil é, sem dúvida, a banda que mais variou de formação até hoje, pois ao longo de seus mais de trinta anos de carreira, já passou por mais de 150 formações diferentes!

O álbum que possui o título mais comprido - pelo menos na história do Rock - é o de estréia do Tyranossaurus Rex, banda de Marc Bolan que duraria até 1970, ano em que Bolan montaria o T.Rex, que ao contrário do que muitos pensam, não se trata de uma continuação do grupo anterior. O nome do disco é "My people were fair and had sky in their hair, but now they're content to wear stars on their brows".

Cláudio César Dias Baptista, irmão mais velho de Arnaldo e Sérgio Baptista do Mutantes, construiu no final da década de 60 uma guitarra revestida de ouro, ao qual deu o nome "Guitarra Régulus Modelo Raphael", em homenagem a Raphael Vilardi, guitarrista que participou do primeiro compacto do Mutantes, quando então se chamavam "O'Seis". Como se não bastasse as inovações técnicas que implementou, Cláudio decidiu gravar nela uma "maldição", onde estava escrito que se alguém desrespeitasse o instrumento, levando-o consigo sem a permissão do legítimo proprietário, esta pessoa seria perseguida pelas forças do Mal, até que a guitarra voltasse ao seu dono. Mais tarde, a guitarra acabou sendo roubada, e foi parar na mão de um indivíduo que, quando se deparou com a "maldição", mais que depressa se apressou em reencaminhá-la de volta ao seu criador.

Patrick Moraz, tecladista do Yes, tocou na gravação original de "Avohai" de Zé Ramalho, que conta ainda com a participação de Sérgio Dias Baptista na guitarra.

Quando de sua primeira passagem pelo Brasil em 1975, Rick Wakeman teve uma audiência com o então Presidente Médici, que solicitou ao tecladista que incluísse no set list daquela noite músicas de seus três principais discos, pois os filhos do Presidente só poderiam ir a um show da turnê brasileira.

Após uma apresentação do Led Zeppelin em 18 de agosto de 1969 na cidade de Toronto, no Canadá, a banda decidiu fazer um set acústico do lado de fora do clube! Entretanto, como ainda não eram muito conhecidos, praticamente ninguém reparou naqueles cabeludos que tocavam na calçada...

No álbum "O Último Solo" de Renato Russo há algumas músicas em inglês, gravadas originalmente para entrar no álbum "The Stonewall Celebration Concert", mas que ficaram de fora pois a fábrica que produziu os discos, naquela época, simplesmente não tinha como fabricar CDs com mais de 70 minutos de duração.

Fonte: www.ibge.gov.br

sábado, 2 de julho de 2011

DIA DO BOMBEIRO


02 DE JULHO

Corpo de Bombeiros do Distrito Federal

1925

Uma das mais belas façanhas realizadas pelo Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, foi a extinção do pavoroso incêndio, ocorrido no mês de fevereiro do ano de 1925, na Ilha do Caju, onde graves prejuízos foram causados, nao só em recursos materiais, como também muitos daqueles que, pelas circunstâncias, foram por ele atingidos.

1930

Por determinação do Chefe do Governo Provisório que se instalou após a Revolução de 1930, assumiu o Comando do Corpo de Bombeiros, no dia 15 de dezembro, o Sr. Cel.

Aristarcho Pessoa Cavalcanti de Albuquerque.

1935

Quando da revolução comunista de novembro, os bombeiros enfrentando os riscos das balas do inimigo, subversores da ordem e da paz, combateram entre outros incêndios o do antigo III Regimento de Infantaria, na Praia Vermelha e o de Campo dos Afonsos, aviação militar; patrulharam ruas da cidade, deram guardas em edifícios públicos, bem como receberam e mantiveram presos rebeldes, além de atender no Hospital da Corporação diversos feridos.

1942

Com a entrada do Brasil na segunda Guerra Mundial, esta Corporação colaborou com as Forças Armadas, treinando turmas especiais de bombeiros civís, voluntários em cursos especializados de defesa passiva, com exercícios, quer durante o dia, quer durante a noite.

1954

Em 2 de abril, o Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Dr. Getúlio Vargas, assinou, referendado pelo Exmo. Sr. Ministro da Justiça e Negócios Interiores, Dr.Tancre do Neves, o Decreto ns 35.309, instituindo o "Dia do Bombeiro Brasileiro" e a "Semana de Prevenção Contra Incêndios".

"Verbis".........................................

"Art. 19 - Ficam instituídas, para serem comemoradas anualmente, no dia 2 de julho e na semana em que este dia estiver compreendido, respectivamente, o "Dia do Bombeiro" a "Sema na de Prevenção Contra Incêndios".

Fonte: www.cbm.df.gov.br

DECRETO FEDERAL Nº 35.309, DE 2 DE ABRIL DE 1954

Institui o "Dia do Bombeiro Brasileiro" e a "Semana de Prevenção Contra Incêndio".

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, usando da atribuição que lhe confere o artigo 87, item I, da Constituição Federal,

CONSIDERANDO que o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal já se tornou credor da estima pública pelos reais serviços que vem prestando ao País;

CONSIDERANDO que o bombeiro brasileiro sempre recebeu demonstrações, as mais carinhosas, do povo pelas constantes provas de valor e bravura;

CONSIDERANDO que o dia 2 de julho de 1856 foi assinado o primeiro decreto regulamentando, no Brasil, o serviço de extinção de incêndios;

CONSIDERANDO a necessidade de ser ensinada ao povo, pelos nossos bombeiros, a prática de medidas preventivas capazes de evitar a ocorrência de sinistros de proporções catastróficas,

DECRETA:

Art. 1º - Ficam instituídos, para serem comemorados anualmente, no dia 2 de julho e na semana em que este dia estiver compreendido, respectivamente, o "Dia do Bombeiro" e a "Semana de Prevenção Contra Incêndios".

Art. 2º - Este decreto entrará em vigor na data de sua publicação.

Rio de Janeiro, em 2 de abril de 1954; 133º da Independência e 66º da República.

Getúlio Vargas
Tancredo de Almeida Neves

Fonte: www.cb.ce.gov.br

SALVANDO VIDAS

Cada um de nós pode ajudar o Corpo de Bombeiros através de pequenos atos, como por exemplo

Evite arrombar janelas e portas em caso de incêndio antes da chegada dos bombeiros.

A penetração do ar irá ativar as chamas.

Não interfira nos serviços de extinção de incêndios. Isto é tarefa dos bombeiros.

(Pessoas sem o devido reinamento podem se machucar).

Motorizado ou mesmo a pé, assim que ouvir as sirenes das viaturas do Corpo de Bombeiros, imediatamente facilite a passagem

Não estacione o seu carro junto ao hidrante de coluna ou em áreas reservadas para o Corpo de Bombeiros.

Isso dificulta as manobras das viaturas.

Fonte: IBGE teen ; Boletim Nairi

DIA DO BOMBEIRO

02 DE JULHO

Corpo de Bombeiros do Distrito Federal

1925

Uma das mais belas façanhas realizadas pelo Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, foi a extinção do pavoroso incêndio, ocorrido no mês de fevereiro do ano de 1925, na Ilha do Caju, onde graves prejuízos foram causados, nao só em recursos materiais, como também muitos daqueles que, pelas circunstâncias, foram por ele atingidos.

1930

Por determinação do Chefe do Governo Provisório que se instalou após a Revolução de 1930, assumiu o Comando do Corpo de Bombeiros, no dia 15 de dezembro, o Sr. Cel.

Aristarcho Pessoa Cavalcanti de Albuquerque.

1935

Quando da revolução comunista de novembro, os bombeiros enfrentando os riscos das balas do inimigo, subversores da ordem e da paz, combateram entre outros incêndios o do antigo III Regimento de Infantaria, na Praia Vermelha e o de Campo dos Afonsos, aviação militar; patrulharam ruas da cidade, deram guardas em edifícios públicos, bem como receberam e mantiveram presos rebeldes, além de atender no Hospital da Corporação diversos feridos.

1942

Com a entrada do Brasil na segunda Guerra Mundial, esta Corporação colaborou com as Forças Armadas, treinando turmas especiais de bombeiros civís, voluntários em cursos especializados de defesa passiva, com exercícios, quer durante o dia, quer durante a noite.

1954

Em 2 de abril, o Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Dr. Getúlio Vargas, assinou, referendado pelo Exmo. Sr. Ministro da Justiça e Negócios Interiores, Dr.Tancre do Neves, o Decreto ns 35.309, instituindo o "Dia do Bombeiro Brasileiro" e a "Semana de Prevenção Contra Incêndios".

"Verbis".........................................

"Art. 19 - Ficam instituídas, para serem comemoradas anualmente, no dia 2 de julho e na semana em que este dia estiver compreendido, respectivamente, o "Dia do Bombeiro" a "Sema na de Prevenção Contra Incêndios".

Fonte: www.cbm.df.gov.br