Ocorreu um erro neste gadget

Ola´! Que bom que passou por aqui, seja bem vindo! ! Espero que goste e volte sempre!!!!

"O Segredo da vitória, em todos os setores da vida, permanece na arte de aprender,imaginar,esperar e fazer mais um pouco."
( Chico Xavier - ditado por André Luiz )

sexta-feira, 23 de julho de 2010

DIA DO GUARDA RODOVIÁRIO


23 de Julho

Todos os países do mundo estão construindo novas estradas e reconstruindo as antigas, de modo a atender as exigências de um volume sempre crescente de tráfego de veículos a motor.

Mais de 300 milhões de automóveis estão percorrendo as estradas do mundo.
No Brasil, as estradas de rodagem tiveram seu desenvolvimento privilegiado em detrimento das estradas de ferro e das vias de navegação.

Extensas estradas de rodagem com duas ou mais pistas pavimentadas são cada vez mais necessárias para dar escoamento ao intenso e crescente tráfego de automóveis, caminhões e ônibus.

Com tantos avanços, a necessidade de vigilância das estradas também cresce. Com isso o guarda rodoviário passa a ser um profissional mais importante do que nunca.

Ele tem como função fiscalizar o trânsito nas rodovias, evitar que os motoristas ultrapassem o limite de velocidade, dirijam embriagados ou utilizem veículos em más condições de transitar e conseqüentemente, evitar acidentes nas estradas.

O guarda rodoviário também tem como função parar veículos que estejam sendo dirigidos por pessoas suspeitas de roubo ou tráfico de drogas, por exemplo, bem como prestar socorro em caso de acidentes.

Para facilitar seu trabalho, eles possuem aparelhos eletrônicos que marcam a velocidade dos veículos nas estradas.

As autoridades do Departamento de Trânsito, através de seus guardas, mantêm o serviço de trânsito. Para isso, advertem ou aplicam multas para garantir a segurança e a vida.

A Profissão - A atividade de guarda rodoviário é exercida mediante concurso público.

Para prestar concurso a pessoa - homem ou mulher - deve ser brasileira, ter idade entre 18 e 30 anos, certificado de reservista ou de dispensa do serviço militar e segundo grau completo.

Fonte: Soleis

Com a denominação de "Polícia das Estradas", o governo de Washington Luís criou, em 1928, um batalhão de 60 homens para fiscalizar a recém inaugurada Via Anchieta, dando origem ao que hoje conhecemos como Comando de Policiamento Rodoviário (CPRv).
Cabe à Polícia Rodoviária zelar pela segurança do trânsito nas rodovias federais, orientando condutores e punindo os infratores, com base no Código Nacional de Trânsito.

Mas no dia a dia do trabalho, são muitas as atividades, riscos e desafios: o policial socorre vítimas de acidentes, atende moradores das margens das rodovias em dificuldades, fiscaliza o transporte de cargas e atua no combate a exploração sexual de crianças e adolescentes, além de participar de campanhas educativas.

Para o exercício destas atividades, a corporação conta com bafômetros, radares, viaturas e armamentos.

Em 1989, foi criado o TOR (Patrulhamento Tático Ostensivo Rodoviário), composto de viaturas equipadas com armamento de grande porte, para o combate às quadrilhas organizadas, especializadas em roubo de cargas e veículos, contrabandos e tráfico de drogas.

Fonte: www2.portoalegre.rs.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário