Ocorreu um erro neste gadget

Ola´! Que bom que passou por aqui, seja bem vindo! ! Espero que goste e volte sempre!!!!

"O Segredo da vitória, em todos os setores da vida, permanece na arte de aprender,imaginar,esperar e fazer mais um pouco."
( Chico Xavier - ditado por André Luiz )

quinta-feira, 25 de março de 2010

PRESBIOPIA


A presbiopia ou “vista cansada”, é uma evolução natural da visão, que se manifesta em todas as pessoas, tendencialmente, a partir dos 40 anos. Todos iremos senti-la, mais tarde ou mais cedo, porque os nossos olhos perdem a elasticidade à medida que envelhecem. Isto resulta numa crescente dificuldade em ver bem ao perto.

Quais as causas da presbiopia?

Um olho saudável acomoda-se perfeitamente à refracção da luz, tanto ao perto como ao longe. À medida que envelhece o cristalino torna-se menos elástico ao mesmo tempo os músculos oculares perdem flexibilidade. O olho perde a capacidade de focalizar nitidamente as imagens dos ojectos próximos, porque estas se formam atrás da retina e não sobre ela. Embora o resultado desta anomalia seja semelhante ao da hipermetropia, as causas são muito diferentes.

Quais os primeiros sinais da presbiopia?

Os seus braços já não são suficientemente longos para ler o jornal? Tem dificuldade em enfiar uma agulha? Estes são os primeiros sinais da presbiopia. Outros sintomas podem ser as dores de cabeça e a fadiga ocular.

Como se compensa a presbiopia?

As lentes progressivas são as mais adequadas à compensação da presbiopia, por serem as únicas que lhe possibilitam uma visão mais aproximada da natural. Esta lente funciona quase como o uma lente de uma máquina de filmar com zoom. A transição entre os diferentes campos de visão é suave.

Quais as razões da presbiopia? A presbiopia é uma consequência natural do envelhecimento. Todas as pessoas, mesmo as que já sofrem de outra anomalia visual, começam a sentir a sinais da presbiopia a partir dos 45 anos. Se é hipermétrope é provável que ela se manifeste mais cedo do que num miope. Esta anomalia tem tendência para se agravar com a idade mas geralmente estabiliza a partir dos 65 anos.

Se tem mais perguntas ou dúvidas sobre a presbiopia, por favor consulte o seu especialista de visão.

Fonte: www.essilor.pt

Até o aparecimento de novas técnicas a correção da presbiopia proporcionava ao paciente um grande desconforto; tendo nos óculos e nas lentes companheiros indispensáveis.

A correção da presbiopia vem sendo alvo de muitas pesquisas para o desenvolvimento de novas técnicas procurando atender a esta numerosa população de pacientes com presbiopia preocupada com seu conforto, imagem e qualidade de vida.

Lente Intra-Ocular Multifocal

Esta é a mais moderna e atual técnica que está sendo utilizada nos grandes centros de oftalmologia em todo o mundo. Consiste na substituição do cristalino por uma lente intra-ocular multifocal que corrige o grau de perto e longe.

A vantagem da lente intra-ocular é que o resultado é definitivo e previne o surgimento da catarata já que o cristalino foi removido. A cirurgia é feita com anestesia tópica ou local, e dura em torno de 20 minutos, sem necessidade de internação e com alta imediata.

Para maior conforto do paciente o procedimento é realizado primeiro em um olho e depois de 15 dias no outro. Para o sucesso total do tratamento é essencial que todos os cuidados pós-operatórios sejam rigorosamente seguidos.

Laser

Este procedimento substitui o que até então estava sendo usado que é o da correção da presbiopia com raio laser (Excimer Laser, PRK, Lasik). Neste tratamento, o raio modifica a curvatura da córnea e, com esta, igualmente a refração da luz. Deste modo é possível obter a monovisão, ou seja, um olho vê melhor para longe e outro para perto, o que diminui os sintomas. Dessa forma, após o tratamento, o paciente poderá deixar de usar óculos de leitura. Como o tratamento não interrompe o processo de envelhecimento o procedimento pode ter que ser repetido. Possível somente se a córnea, já submetida a um procedimento suportar um novo. Caso este mesmo paciente venha a sofrer de catarata encontrá grandes dificuldade se precisar de uma cirurgia para remoção de catarata porque a córnea já foi alterada pelo laser.

Fonte: www.cemoc.com.br

Correções cirúrgicas

Uma nova cirurgia está sendo desenvolvida. Nela a esclera é expandida em torno do cristalino, visando gerar mais espaço para que o músculo ciliar possa voltar a realizar seu trabalho de alternância de foco com o cristalino. Essa cirurgia no entanto ainda é muito nova, e melhores resultados ainda estão sendo esperados.

Enquanto isso, o Dr. Edigezir está fazendo o implante de lente multifocal em pacientes na faixa dos 55 anos.

Uma outra alternativa utilizada pelo Dr. Edigezir, que tem demonstrado grande sucesso entre alguns de seus pacientes com presbiopia, é deixar uma miopia muito leve em um dos olhos que passou por cirurgia LASIK - seja para correção de miopia, hipermetropia, ou astigmatismo. A a explicação é simples. O olho que recebeu correção total, vai apresentar presbiopia, mas o olho que ganhou uma leve miopia é capaz de continuar vendo os detalhes bem próximos. Passado algum tempo da cirurgia, o cérebro do paciente vai aprendendo qual olho deve ser o dominante - de acordo com a distância do objeto a ser focado. A cada dia esse processo passa a acontecer numa velocidade tão grande que a pessoa não mais percebe que a visão de um olho é diferente do outro.
O cérebro decide qual é o olho dominante para o melhor foco a cada instante.


Curiosidades

• A presbiopia não é uma doença, é antes uma evolução natural da visão que diminui a capacidade de focagem em objetos ao perto.

• 40% da população mundial é présbita e esse número tende a crescer.

• Homens e Mulheres são afetados - os primeiros sintomas são normalmente sentidos entre os 40 e os 50 anos.

• Ninguém pode escapar à presbiopia. Não pode ser prevenida, é um fenômeno natural.

• O importante é realizar regularmente exames visuais que poderão detectar também outras anomalias.

• A opção mais moderna para a compensação da presbiopia são as lentes progressivas que se adaptam às necessidades de cada olho em focagem precisa a qualquer distância.

• As primeiras lentes progressivas para a presbiopia, Varilux, foram criadas há mais de 40 anos. As lentes progressivas Varilux desenvolveram o conceito de utilização de uma só lente para uma visão mais precisa a todas as distâncias. A evolução tem sido constante, as últimas gerações de lentes progressivas oferecem aos usuários maior conforto, compensação atrativa e total liberdade de visão.

• As lentes progressivas não são todas iguais. As lentes de qualidade permitem ao usuários ter uma compensação mais moderna e discreta para a presbiopia.

Fonte: www.oftalmojanot.com.br

Correção do Presbita Emétrope

Quando o presbita é emétrope sua visão de longe é perfeita. Já para visão de perto haverá necessidade de óculos de lentes positivas para suprir a acomdação tornada insuficiente. À proporção que a idade avança e a acomodação vai reduzindo-se, o presbita necessita de óculos para perto cada vez mais fortes. Os óculos de perto têm a desvantagem de desfocalizar objetos distantes, pois sua potência focaliza-os adiante da retina. Para o presbita emétrope são apropriados os óculos em armação do tipo meia lua ou similar.

Correção do Presbita Hipermétrope

Muitos hipermétropes jovens não sentem necessidade de óculos, pois valem-se da própria acomodação para visão nítida. Como isto solicita parte da acomodação, estas pessoas vão necessitar de correção para presbiopia mais cedo do que o habitual, acabando ainda por precisar também de óculos para longe. No hipermétrope que já usa óculos , os sintomas de presbiopia manifestam-se na idade habitual. Como já usam lentes positivas, vão precisar de outras mais fortes para perto. O resultado frequente é a necessidade de dois pares de óculos, para perto e longe. Uma alternativa aos dois pares são as lentes bifocais, que têm dois graus na mesma lente, ou as lentes progressivas (multifocais), que têm vários graus na mesma lente.

Correção do Presbita Míope

O míope costuma usar óculos para longe e por isso irá precisar de correção para presbiopia na idade habitual. Muitos míopes preferem tirar os óculos ao olhar para perto, pois com o aumento da presbiopia é mais difícil focalizar de perto com eles. Podendo também ser corrigido com lentes multifocais e bifocais.

Fonte: www.oticasbifocal.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário