Ocorreu um erro neste gadget

Ola´! Que bom que passou por aqui, seja bem vindo! ! Espero que goste e volte sempre!!!!

"O Segredo da vitória, em todos os setores da vida, permanece na arte de aprender,imaginar,esperar e fazer mais um pouco."
( Chico Xavier - ditado por André Luiz )

sexta-feira, 26 de março de 2010

MEDICINA ORTOMOLECULAR



Em que se baseia?

Uma das bases da Terapia Ortomolecular é o combate aos radicais livres (RL), que são quaisquer átomos, moléculas ou íons que possuam um ou mais elétrons livres na sua órbita externa. Estes elétrons têm grande instabilidade química e, mesmo tendo meia vida de frações de segundos, são altamente reativos com qualquer composto próximo, a fim de retirar deste o elétron necessário para sua estabilização, produzindo reações de dano celular em cadeia, e sendo assim chamado de oxidantes.

Embora existam os RL de íons metálicos e de carbono, os principais são os de OXIGÊNIO.

Podemos entender a formação de Radicais Livres pelo nosso organismo em condições normais, pois são necessários no processo de respiração celular que ocorre nas mitocôndrias, a fim de gerar o ATP. Estes também podem ser produzidos pelos macrófagos e neutrófilos contra bactérias e fungos invasores do nosso organismo.

O efeito prejudicial dos RL ocorre quando estão em quantidade excessiva, ultrapassando a capacidade de neutralização dos sistemas enzimáticos do organismo.

Como são neutralizados os RL?Existem dois sistemas naturais de eliminação de Radicais Livres, que são os chamados “Varredores” (scavengers) de RL, que atuam eliminando-os ou então impedindo sua transformação em produtos mais tóxicos. Esses sistemas podem ser divididos em Enzimáticos e em Não Enzimáticos.

Os sistemas enzimáticos são compostos pelas seguintes enzimas: Glutation-Peroxidase, Catalase, Metionina-Redutase e Superóxido-Dismutase, os quais combatem os seguintes RL: Peróxido de Hidrogênio, Superóxido, Oxigênio Singlet, Ion Hidroxila, Oxido Nítrico e Oxido Nitroso.

Os Antioxidantes Não Enzimáticos, em sua maioria são exógenos, ou seja, necessitam ser absorvidos pela alimentação diária, ou como complementos nutricionais. Os principais podem ser divididos em: Vitamina A, Vitamina E, Beta-caroteno, Vitamina C, Vitaminas do complexo B, os oligoelementos (Zinco, Cobre, Selênio, Magnésio), os bioflavonóides (derivados de plantas).

O método da medicina ortomolecular

Na medicina ortomolecular assume-se que as doenças tenham origem de múltiplas causas não-específicas congênitas e adquiridas. Essas causas dão origem a distúrbios bioquímicos, cuja acumulação resulta em sintomas e sinais que dão a percepção do estado de doença. Seria vantajoso para o médico ortomolecular reconhecer e corrigir cedo as anomalias bioquímicas dos pacientes antes que a suas expansões resultem em doenças reconhecíveis.Na prática, o médico ortomolecular basea-se muito em testes laboratoriais. Em adição ao químicos da clínica padrão, os médicos ortomoleculares agora empregam um amplo espectro de análises laboratoriais sofisticadas incluindo para aminoácidos, ácidos orgânicos, vitaminas, minerais, situação funcional das vitaminas, hormônios, imunologia, microbiologia e função gastrintestinal. Muitos desses testes novos não são aceitos pelas medicina convencional.

A terapia ortomolecular consiste em prover quantidades ótimas de substâncias normais ao organismo, geralmente pela administração oral. No começo da medicina ortomolecular isso geralmente significava terapia com altas doses de um único nutriente. Hoje em dia os praticantes da medicina ortomolecular costumam utilizar várias substâncias (aminoácidos, enzimas, nutrientes não-essenciais, hormônios, vitaminas, minerais, etc) em um esforço terapêutico para restaurar seus níveis ao estatisticamente normal para pessoas jovens e saudáveis.

Geralmente a suplementação com relativamente altas doses de vitaminas recebe o nome de terapia de mega doses de vitaminas, a qual foi popularmente associada à medicina ortomolecular.

Terapia Ortomolecular
Investigar deficiências nutricionais do organismo, assim como detectar a presença de metais tóxicos no corpo (que podem ser a causa de determinadas doenças), é o início da terapia ortomolecular. Isto pode ser feito através do Teste do Cabelo (também chamado Mineralograma), que além disso, identifica se há excesso ou carência dos oligoelementos (minerais). A dosagem de RL pode ser feita por meio de métodos baseados na espectometria de ressonância eletrônica de “spin” e ressonância paramagnética eletrônica, dosagem de MDA (malondialdeído), e métodos indiretos como o HLB, pelo qual numa gota de sangue verifica-se, com auxílio de um microscópio o efeito dos radicais livres na matriz extracelular (agregados proteoglicanos, colágeno, elastina, fibrina), fragmentando-a e produzindo lacunas que serão maiores quanto maior for a quantidade de RL presente.

Os benefícios atribuídos à terapia pelos médicos e adeptos incluem a perda de peso, melhora da pele, dos cabelos e das unhas e ainda as vantagens com relação às dietas de caráter restritivo, que geralmente causam sensações de fome, fraqueza ou irritabilidade. Isso porque muitas vezes associa-se o uso de remédios fitoterápicos na receita. Há fórmulas para aumentar a saciedade ou diminuir o desejo por tipos de alimentos. “O composto garcínia, por exemplo, ajuda a reduzir a compulsão por doces”, garante a médica Sylvana Braga, de São Paulo, que emprega o tratamento.

Como a dieta ortomolecular atua no organismo?

(Segundo os médicos que a adotam)

A pele fica viçosa, cabelo e unhas mais fortes. O benefício é atribuído às vitaminas A,E e do complexo B. Ajuda a prevenir problemas cardíacos ao restringir a ingestão de carne vermelha, rica em gorduras saturadas e também ao restringir frituras, que aumentam o nível de colesterol sanguíneo.

O intestino funciona melhor porque a dieta é rica em cereais integrais, frutas e fibras. Promove perda de peso devido às refeições pouco calóricas, mas ricas em nutrientes essenciais para o organismo. Promove diminuição do cansaço e do estresse por meio da reposição de vitaminas, minerais e aminoácidos. Combate o envelhecimento precoce devido ao consumo de alimentos ricos em antioxidantes, substâncias que atuam contra a degeneração celular.

Alivia a retenção de líquidos ao equilibrar a quantidade de potássio, fósforo e sódio com refeições balanceadas e o consumo de pílulas contendo esses minerais.

A dieta ortomolecular não é milagrosa

Como em qualquer dieta, é preciso disciplina e dedicação. “Os resultados são muito bons, mas dependem muito da pessoa. Não é um tratamento milagroso, o paciente ideal é aquele que já se alimenta adequadamente, pratica exercícios físicos, mas não consegue emagrecer”, acredita Dr. Marcos Natividade.

A perda de peso acontece graças à reeducação alimentar e ao equilíbrio nutricional promovido pelos suplementos. “Esse equilíbrio soluciona problemas como estresse, retenção de líquido, TPM e depressão, que muitas vezes são a causa do excesso de peso”, diz o especialista.
Os médicos que empregam a dieta dizem que o tempo de tratamento nos casos de emagrecimento varia conforme o estado físico do paciente, mas em casos de pessoas não-obesas, três a quatro meses são suficientes para uma boa perda de peso. O ponto central da terapia ortomolecular é a busca pelo bem-estar, pela prevenção de doenças. “A função da ortomolecular não é a de combater doenças, mas sim de fortalecer o organismo, para que ele tenha melhores condições de reagir contra males que o acometem. Desta forma, colabora para a melhora dos mais diversos problemas como diabetes, depressão, obesidade, falta de memória, câncer, intoxicações, doenças reumáticas e cardiovasculares”, afirma Dr. Marcos Natividade.

Atuação do medicamento ortomolecular

Atua em nível molecular (e não energético ou quântico como a homeopatia) com o objetivo de equilibrar os processos químicos e metabólicos, inclusive desintoxicando o organismo, sem que por esse motivo, e desde que, bem aplicado, sacrifique o organismo com feitos colaterais de maior proporção.

Origem do medicamento ortomolecular

Produtos Sintéticos

Produzidos pela indústria químico-farmacêutica. Exemplos: vitaminas, hormônios, aminoácidos, enzimas etc.

Origem Animal

Extrato de órgãos - timo, pineal etc.
Origem Mineral

Minerais quelados e outros oligo-elementos e sais minerais manipulados pela indústria farmacêutica e fornecidos pela indústria química.

PRODUTOS ORTOMOLECULARES
Matéria – Prima Propriedades
Ácido ferúlico Antioxidante
Amora Ext. Seco (Morus nigra) Antioxidante
Astragalus 20% polissacarídeos
(Astragalus membranaceus) Estimulante do sistema imune, melhora a resistência de pacientes com câncer e no combate a fadiga e anemia.
Bacoopa monneri – 20% de bacosídeos Antioxidante, ansiedade e stress
Beta alanina Aminoácido, aumenta força e resistência muscular
Bilberry 25% antocianidinas
(Vaccinium uliginosum L.) Antioxidante
Bioflavonóides 40% = vitamina P Antioxidante, prevenindo o dano celular causado pelos radicais livres, com efeito mais poderoso que o das vitaminas C, E, do Selênio e do Zinco. Aumenta a resistência contra infecções.
Bitter melon - Reduz açúcar – Auxílio Diabetes
Camu Camu Extrato Seco 20% Viamina C 60x mais vitamina C que a laranja e o dobro da acerola Fortalece o sistema imunológico. Excelente antioxidante.
Cápsulas de óleo de alho Auxilia no aumento da resistência orgânica.
Cápsulas de óleo de linhaça Poderosa fonte de ômega 3, ômega 6, ômega 9 e vitamina E, fundamentais à saúde. Auxilia no controle dos radicais livres (envelhecimento).
Cápsulas de óleo de peixe Rico em ácido graxos ômega 3, que auxilia a regularizar a fluidez do sangue e dos níveis de triglicérides.
Cápsula de óleo de prímula Rico em ácido graxo (ômega6) que não é produzido naturalmente pelo organismo e precisa ser obtido na dieta.
Cápsula de vitamina E É um dos antioxidantes mais aclamados, com efeito, contra a deterioração das células e contra o envelhecimento.
Chá verde, branco e vermelho Potentes antioxidantes, retarda processo de envelhecimento. Diferencial grande quantidade de polifenóis.
Cloridrato de dimetilglicina (DMG) Nutriente anti-stress, antioxidante.
Dong quai Alivia sintomas menopausa, TPM
Faseolamina Extrato 10:1 (Phaseolus vulgaris) Uma glicoproteína que possui como principal propriedade a capacidade de inibir a ação da enzima alfa-amilase que faz a digestão do carboidrato.
Folha de Oliva (Ole)(Canarium album L.) Prevenção do envelhecimento; Estimulante do metabolismo a eliminar gorduras; Auxilia na redução de peso; Auxilia em casos de cansaço, estresse e fadiga crônica; Alto poder antioxidante; Previne o surgimento de rugas; Auxilia no fortalecimento de unhas e cabelos.
FOS Efeitos benéficos sobre microflora intestinal
Fructo goji berry (Lycium barbarum L.) Antioxidante. Contém muitos aminoácidos e minerais. Melhora a resistência contra doenças. Alivia a ansiedade e stress.
Gamma Oryzanol Antioxidante (associar com vitamina E). Extraído do farelo arroz.
Ginseng siberiano extrato em pó (Eleutherococcus senticosus) Tratamento da fadiga, queda de eficiência e concentração, sistemas circulatório e imunológico, regulador da pressão arterial, reduzir a inflamação e tratar a insônia provocada por ansiedade prolongada.
Hibiscus extrato seco (Hibiscus sabdariffa DC) Combate os radicais livres (antioxidante)
Idebenona Antioxidante
L- carnosina Antioxidante. Aminoácido – anti-envelhecimento
Lactobacillus acidophillus Probióticos. Fornece certas vitaminas incluindo B12, K,tiamina e ácido fólico.
Lactobacillus casei Probióticos. Melhora digestão e assimilação de nutrientes.
Lactobacillus rhamnosus Probióticos
Lactobacillus bifidum Probióticos
Lactobacillus bulgaricus Probióticos. Antioxidante.
Lactobacillus faecium Probióticos. Aumento da resistência auto-imune.
Licopeno 5% Extrato Seco Ação antioxidante que protege as células contra os radicais livres.
Licorice (Glycyrrhiza glabra) Antioxidante
Long Jack (Eurycoma Longifolia Jack) Contém fitoquímicos – reforça libido. Favorece o bem estar.
Luteína 5% Antioxidante - visão
L-teanina 99,9% Aminoácido Maca (Lepidium meyenii L.) Restaurador físico e psicológico. Energético.
Magnólia officinalis Anti-stress; ntioxidante; Ação ansiolítica.
Maná-cubiu (Solanum sessiliflorum) Alto teor de niacina.
Montmorilonita calcica (“living clay” – argila viva) Argilomineral desintoxicante. Fortalece o sistema imune, aumentando a capacidade do organismo em combate germes, vírus e certas doenças. Alta concentração de silício.
Mucuna pruriens L dopa natural
Piperina Extrato 95% (Piper nigrum) Substância presente na pimenta do reino. Antioxidante.
Piruvato de cálcio Antioxidante
Polipodium leucotomos Antioxidante. Prevenção do fotoenvelhecimento.
Proantocianidinas Antioxidante
Rhodiola rosea Aumenta resistência
Romã Ext. Seco (Pomegranate)
40% de ácido elágico Antioxidante
Rose hips Fonte vitamina C, propriedades imunoestimulantes.
Saccharomyces boulardi Probiótico
Sesquióxido de germânio Antioxidante, aumenta imunidade
Sulbutiamina Derivado vit. B1, aumenta liberação dopamina
Tanacetum parthenium Anti-inflamatório natural
Turmeric Antioxidante e reduz a inflamação
Unha de gato Imunoestimulador natural
Zeaxantina - Carotenóides Antioxidante

Fonte: www.portalvilas.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário