Ocorreu um erro neste gadget

Ola´! Que bom que passou por aqui, seja bem vindo! ! Espero que goste e volte sempre!!!!

"O Segredo da vitória, em todos os setores da vida, permanece na arte de aprender,imaginar,esperar e fazer mais um pouco."
( Chico Xavier - ditado por André Luiz )

domingo, 8 de agosto de 2010

DIA DOS PAIS


ORIGEM DO DIA DOS PAIS

Ao que tudo indica, o Dia dos Pais tem uma origem bem semelhante ao Dia das Mães, e em ambas as datas a idéia inicial foi praticamente a mesma: criar datas para fortalecer os laços familiares e o respeito por aqueles que nos deram a vida.

Conta a história que em 1909, em Washington, Estados Unidos, Sonora Louise Smart Dodd, filha do veterano da guerra civil, John Bruce Dodd, ao ouvir um sermão dedicado às mães, teve a idéia de celebrar o Dia dos Pais. Ela queria homenagear seu próprio pai, que viu sua esposa falecer em 1898 ao dar a luz ao sexto filho, e que teve de criar o recém-nascido e seus outros cinco filhos sozinho. Algumas fontes de pesquisa dizem que o nome do pai de Sonora era William Jackson Smart, ao invés de John Bruce Dodd.

Já adulta, Sonora sentia-se orgulhosa de seu pai ao vê-lo superar todas as dificuldades sem a ajuda de ninguém. Então, em 1910, Sonora enviou uma petição à Associação Ministerial de Spokane, cidade localizada em Washigton, Estados Unidos. E também pediu auxílio para uma Entidade de Jovens Cristãos da cidade. O primeiro Dia dos Pais norte-americano foi comemorado em 19 de junho daquele ano, aniversário do pai de Sonora. A rosa foi escolhida como símbolo do evento, sendo que as vermelhas eram dedicadas aos pais vivos e as brancas, aos falecidos.

A partir daí a comemoração difundiu-se da cidade de Spokane para todo o estado de Washington. Por fim, em 1924 o presidente Calvin Coolidge, apoiou a idéia de um Dia dos Pais nacional e, finalmente, em 1966, o presidente Lyndon Johnson assinou uma proclamação presidencial declarando o terceiro domingo de junho como o Dia dos Pais (alguns dizem que foi oficializada pelo presidente Richard Nixon em 1972).

No Brasil, a idéia de comemorar esta data partiu do publicitário Sylvio Bhering e foi festejada pela primeira vez no dia 14 de Agosto de 1953, dia de São Joaquim, patriarca da família.

Sua data foi alterada para o 2º domingo de agosto por motivos comerciais, ficando diferente da americana e européia.

EM OUTROS PAÍSES

Pelo menos onze países também comemoram o Dia dos Pais à sua maneira e tradição.

Na Itália e Portugal, por exemplo, a festividade acontece no mesmo dia de São José, 19 de março. Apesar da ligação católica, essa data ganhou destaque por ser comercialmente interessante.

REINO UNIDO

No Reino Unido, o Dia dos Pais é comemorado no terceiro domingo de junho, sem muita festividade. Os ingleses não costumam se reunir em família, como no Brasil. É comum os filhos agradarem os pais com cartões, e não com presentes.

ARGENTINA

A data na Argentina é festejada no terceiro domingo de junho com reuniões em família e presentes.

GRÉCIA

Na Grécia, essa comemoração é recente e surgiu do embalo do Dia das Mães. Lá se comemora o Dia dos Pais em 21 de junho.

PORTUGAL

A data é comemorada no dia 19 de março, mesmo dia que São José. Surgiu porque é comercialmente interessante. Os portugueses não dão muita importância para essa comemoração.

CANADÁ

O Dia dos Pais canadense é comemorado no dia 17 de junho. Não há muitas reuniões familiares, porque ainda é considerada uma data mais comercial.

ALEMANHA

Na Alemanha não existe um dia oficial dos Pais. Os papais alemães comemoram seu dia no dia da Ascensão de Jesus (data variável conforme a Páscoa) . Eles costumam sair às ruas para andar de bicicleta e fazer piquenique.

PARAGUAI

A data é comemorada no segundo domingo de junho. Lá as festas são como no Brasil, reuniões em família e presentes.

PERU

O Dia dos Pais é comemorado no terceiro domingo de junho. Não é uma data muito especial para eles.

AUSTRÁLIA

A data é comemorada no segundo domingo de setembro, com muita publicidade.

ÁFRICA DO SUL

A comemoração acontece no mesmo dia do Brasil, mas não é nada tradicional.

RÚSSIA

Na Rússia não existe propriamente o Dia dos Pais. Lá os homens comemoram seu dia em 23 de fevereiro, chamada de "o dia do defensor da pátria" (Den Zaschitnika Otetchestva).

Independente do seu lado comercial, é uma data para ser muito comemorada, nem que seja para dizer um simples "Obrigado Papai" !

SER PAI

SER PAI É SER COMPANHEIRO,

construindo no ninho familiar a grandeza dos filhos,
para alicerçar valores que edificam a sociedade.

SER PAI É SER JARDINEIRO,

plantando raízes de virtudes com mãos delicadas,
para que o lar seja sementeira de luz e de verdade.

SER PAI É SER HERÓI,

protegendo o espaço sagrado de seu templo-família,
cultivando no coração dos filhos o germe da harmonia.

SER PAI É SER FONTE DE VIDA,

inaugurando nossa história com gestos de amor,
renovando perenemente a herança da criação.

SER PAI É SER POETA,

declamando com carinho os versos de sua vivência,
para cultivar e enobrecer os projetos de nossa existência.

PAI, PAIZÃO !

Este homem que eu admiro tanto,
com todas as suas virtudes e também com seus limites.
Este homem com olhar de menino, sempre pronto e atento,
mostrando-me o caminho da vida, que está pela frente.

Este mestre contador de histórias
traz em seu coração tantas memórias,
espalha no meu caminhar muitas esperanças,
certezas e confiança.

Este homem alegre e brincalhão,
mas também, às vezes, silencioso e pensativo,
homem de fé e grande luta,
sensível e generoso.

O abraço aconchegante a me acolher, este homem,
meu pai, com quem aprendo a viver.
Pai, paizinho, paizão...
meu velho, meu grande amigão, conselheiro e leal amigo:
infinito é teu coração.

Obrigado, pai, por orientar o meu caminho,
feito de lutas e incertezas
mas também de muitas esperanças e sonhos!

Que seu dia seja muito feliz!

QUE TIPO DE PAI VOCÊ É?

Exator = Faz cobranças minuciosas de tudo
Xerox = o filho tem que ser sua cópia perfeita
Expositor = exibe o filho como um produto numa feira

Autocrata = em casa, quem decide, sou eu
Frustrador = corta, pela raiz, qualquer iniciativa
Caxias = se a lei existe, é para ser cumprida

Chantagista = se não fizer isto, é porque não me ama
Irresponsável = resolva isto com sua mãe
Comerciante = só te dou isto, em troca daquilo

Desligado = ignora tudo o que diz respeito ao filho
Inseguro = quem sabe, pode dar tudo errado
Provedor = tranqüiliza-se dando coisas ao filho

Permissivo = o filho pode fazer tudo o que quiser
Proprietário = o filho é meu e faço dele e com ele o que quero.
Promotor = sempre encontra algo para acusar o filho

Educador = ajuda a desabrochar o adulto que está na criança
Formador = leva a sério a formação integral do filho
Democrata = dialoga para chegara um consenso

Disponível =reserva um tempo precioso para o filho
Observador = acompanha atento as etapas do desenvolvimento do filho
Previdente =prepara o filho para aprender com os fracassos porvir

Agradecido =reconhece no filho um presente de Deus, aos seus cuidados
Libertador = alerta que a verdadeira liberdade é um bem que se conquista Responsável= paga o preço de nunca ser omisso
Religioso = revela que a vida não se limita aos horizontes terrenos.

Paciente = ensina que a maturidade não acontece sem tropeços
Esperançoso = acena para a luz, que está sempre no fim do túnel
Corajoso = enfrenta os combates pelo sentido da vida

Prudente = orienta afazer os passos, de acordo comas pernas
Realista =prepara o filho para viver muito além dos limites da família

PAI DE VERDADE

Pai de verdade mesmo sabe que ser pai não é simplesmente
recolher o fruto de um momento de prazer, mas sim perceber
o quanto pode ainda estar verde e ajudá-lo a amadurecer.

Pai de verdade mesmo não só ergue o filho do chão quando ele cai,
mas também o faz perceber que a cada queda é possível levantar.

Ele não é simplesmente quem atende a caprichos: ele sabe perceber
quando existe verdadeira necessidade nos pedidos.

Pai de verdade mesmo não é aquele que providencia as melhores
escolas, mas o que ensina o quanto é necessário o conhecimento.

Ele não orienta com base nas próprias experiências, mas demonstra
que em cada experiência existe uma lição a ser aprendida.

Pai de verdade mesmo não coloca modelos de conduta, mas aponta
aqueles cujas condutas não devem ser seguidas.

Ele não sonha com determinada profissão para o filho, mas deseja
grande e verdadeiro sucesso com sua real vocação.

Ele não quer que o filho tenha tudo que ele não teve, mas que tenha
tudo aquilo que merecer e realmente desejar.

Pai de verdade mesmo não está ali só para colocar a mão no bolso
para pagar as despesas: ele coloca a mão na consciência e percebe
até que ponto está alimentando um espírito de dependência.

Ele não é um condutor de destinos, mas sim o farol que aponta para
um caminho de honestidade e de Bem.

Pai de verdade mesmo não diz " Faça isto " ou " faça aquilo " , mas sim
" tente fazer o melhor de acordo com o que você já sabe " .

Ele não acusa de erros e nem sempre aplaude os acertos, mas pergunta
se houve percepção dos caminhos que levaram o filho a esses fins.

Pai de verdade mesmo é o Amigo sempre presente,
atento e amoroso - com a alma de joelhos -
pedindo a Deus que o oriente na hora de dar conselhos ...

PAI DE TODO JEITO

Tem pai que ama,
Tem pai que esquece do amor.
Tem pai que adota,
Tem pai que abandona,
Tem pai que não sabe que é pai,
Tem filho que não sabe do pai.

Tem pai ...
Tem pai que dá amor.
Tem pai que dá presente,
Tem pai por amor,
Tem pai por acaso,
Tem pai que se preocupa com os problemas do filho,
Tem pai que não sabe dos problemas do filho...

Tem pai ...
Tem pai que ensina,
Tem pai que não tem tempo,
Tem pai que sofre com o sofrimento do filho,
Tem pai que deixa o filho esquecido.

Tem pai de todo jeito
Tem pai que encaminha o filho,
Tem pai que o deixa no caminho,
Tem pai que assume,
Tem pai que rejeita,
Tem pai que acaricia,
Tem pai que não sabe onde está o filho que precisa de carinho.
Tem pai que afaga,
Tem pai que só pensa em negócios.

Tem...
Tem pai de todo jeito.
E você???
Que tipo de pai você é?
Eu quero um pai, apenas um pai que esteja consciente do amorque tem para dividir...
Eu quero um pai, apenas um pai que seja AMIGO!

A todos os Pais, um carinhoso abraço! Deus Pai os abençoe!

Fonte: www.portaldafamilia.org

SOBRE A FUNÇÃO PATERNA

Por que falar sobre a função paterna? A temática que gira no em torno dos homens, dos pais e também daquilo a que se denomina por paternagem diz respeito ao fato de que não só para os homens, para as mulheres mas, também para a população em geral, se impõe como difícil saber o que significa, e qual deve ser, o agir de um homem quando na função paterna.

O que é ser um pai? Quais são as funções do pai? Quais podem ser as contribuições de um pai para com seu filho, e para com todos os membros de sua família?

Qual deverá ser o fazer de um sujeito na função de pai? São algumas das questões que urgem para serem respondidas!

Estão totalmente equivocados aqueles que só conseguem pensar a função de um pai enquanto aquela radicalmente ligada à idéia do provedor dos bens materias - em especial os gêneros alimentícios! - para os membros da família. É muito pouco - é mesmo quase nada! - articular a função paterna à idéia do prover. Seja lá de qual nível for: alimentos, pagar contas etc. É bem verdade, também, que algo da função dos pais, muitas vezes passa por isso. Contudo, ainda é muito pouco! Sobretudo quando deixamos vir à tona a noção de que com o avanço das coisas do mundo contemporâneo, muitas são as mulheres que, no seu fazer diário, além de toda a jornada que também mantém no seio da família, ocupam esse lugar de serem as provedoras desses mesmos gêneros. Muitas vezes, em muitos lares, são as únicas!

Daí a termos de conceber a função de um pai como sendo aquela para muito distante desse limite.

Pai toca no campo do simbólico. Toca, mesmo, no campo do sexual. Sexual, sobretudo, porque remete o homem ao campo da linguagem: campo de onde ele veio, e se constituiu. O mesmo campo que garantuirá o bem-estar e a saúde mental (psíquica) para os seus filhos. Acima de tudo, ser pai toca na capacidade que cada homem terá de ter - se quiser e desejar! - de recriar a seu modo o conceito de pai. Sempre com bom senso, bom humor, cautela e respeito às singularidades que, todo tempo, um filho lhe fará ver.

Se nos apropriarmos dos conceitos que advêm da teoria psicanalítica de Freud a Lacan, vamos encontrar a definição da função paterna enquanto aquela atrelada ao fato de poder fazer surgir a marca da Lei - a Lei do Pai - no psiquismo do filho. A marca da Lei no psiquismo, também denominada por Nome-do-Pai, protege o filho contra a doença mental (impõe o tão falado limite!) e deixa fortes indícios para que o viver na vida em sociedade se dê sob as regras da cultura e da moral civilizada.

O pai deixa marcas significantes no psiquismo do seu filho (a) sem mesmo saber que o faz. Eis o grande desafio para que se consiga ser um bom pai! Mas, de todo modo, todos sabem - de um forma ou outra! - quais devem ser os caminhos a serem seguidos para que, então, o melhor para toda a família possa se dar.

O uso da linguagem é de fundamental importância para que possa haver sucesso no exercício da função paterna. O lugar do pai deverá ser a do represente da lei, nunca o lugar de alguém que encarna a lei em si - esse último é, mesmo, o lugar do horror, lugar propicia o adoecimento psíquico para o filho, bem como para todos os outros integrantes da célula familiar.

O pai retira o sujeito do estágio da alienação ao corpo materno, lançando-o, para o seu bem, no estágio da separação: lugar de constituição do sujeito do desejo! E, por se tratar de uma função, pouco importa o seu aspecto corporificado e biologizante. Dito de outro modo: ser pai nada tem a ver com a doação da célula germinativa masculina (espermatozóide). Ser pai, mais que tudo, aponta para o desejo de um homem em querer assumir para si essa função.

Numa das funções dos pais encontramos aquela que diz respeito ao fato de poder efetuar uma divisão simbólica, psíquica no corpo da mulher, a saber, ora ela será a mãe para os filhos; ora será a mulher do desejo do pai (esposa).

Se por um lado é algo que toca efetivamente ao homem, por outro, a função paterna recebe contribuições de todos da família para que se dê ao nível do melhor possível.

Ser pai é dar espaço para a fala do pequeno outro: dar espaço para que ele possa existir na sua diferença e singularidade. Diferenças e singularidades diante dele mesmo. Paternidade anda de mãos dados com o ato augusto que aponta para o acatar da diferença que o outro o lança!
Daí a termos a idéia de que paternidade (função paterna) tem tudo a ver com o ato da adoção!

Ser pai é poder acatar a falta que sempre o outro faz sinalizar a partir dos seus atos. Ser pai, muitas vezes, significa abandonar as marcas nocivas, e prejudiciais, herdadas dos pais que cada um teve na sua história. Função paterna aponta para a possibilidade e abertura para a criação do novo.

É claro que, se nos apropriarmos, ora, do saber comum, vamos falar também do pai enquanto aquele que pula, dança, brinca e ri com seus filhos. Pai que vai à praça, e se enrola com os brinquedos no colo, pai que ajuda a mãe com os cuidados da casa, que encontra recursos para contribuir para a mãe possa amamentar. Pai que cuida do filho quando a mãe está no trabalho. Pai que fica com sono noutro dia porque teve de ajudar sua mulher nos cuidados com o filho doente. Pai que desenha, risca e rabisca, e que sabe dizer sim. Mas que também sabe dizer não! Pai que leva à escola, e mantém contato com professoras e direção para saber sobre o andamento do processo de ensino-aprendizagem. Pai que respeita, e sobretudo, fomenta o desejo do pequeno outro - mesmo que isso venha significar o sinal mais radical e difícil de separação e incompletude entre os seres! Pai vai à praia, e corre na areia. Pai ensina a comer, e dá sorri com solidariedade com toda a comida cai pelo chão da cozinha. Pai carrega no colo, troca fralda, aprende a ler o termômetro, limpa o cocô (e também as gofadas!). Pai pede ajuda e diz que não como fazer. Pai canta e encanta!

Falar de pai significa, também, falar do fato que o ser pai pode, e deve, sempre, andar de mãos dadas com o amor, a doçura, leveza, ternura e a singeleza. Paternidade é dar lugar para o feminino, sem que isso venha significar ser mulher!

Feliz Dia dos Pais!

Fonte: www.gerandoamor.org.br

ORIGEM DO DIA DOS PAIS

ESTADOS UNIDOS

Em 1909 Sonora Louise Dodd, filha do veterano da Guerra Civil, John Bruce Dodd, ao ouvir um sermão de sua mãe, teve a idéia de celebrar o Dia dos Pais.

Sonora, de Washington, queria um dia especial em homenagem ao pai, que viu sua mulher dando a luz ao sexto filho, tendo que criar o recém-nascido e seus outros cinco filhos sozinho.

Já adulta, Sonora sentia-se orgulhosa de seu pai ao vê-lo superar todas as dificuldades sem a ajuda de ninguém; foi destemido e amável.

Então, já que John Bruce Dodd, pai de sonora, nascera no mês de Junho, ela escolheu celebrar o primeiro Dia dos Pais em Spokane, Washington, no dia 19 de junho de 1910.

Por fim, em 1924 o presidente Calvin Coolidge, apoiou a idéia de um Dia dos Pais nacional e, finalmente, em 1966, o presidente Lyndon Johnson assinou uma proclamação presidencial declarando o terceiro Domingo de Junho como o Dia dos Pais.

BRASIL

Já no Brasil, quem importou a data foi o publicitário Sylvio Bhering.

Instituido no dia 14 de Agosto de 1953, período que coincidiu com o dia de São Joaquim, patriarca da família, atualmente é comemorado no 2º domingo do mês de agosto, sendo a data brasileira diferente da americana e européia.

Ser pai não é para qualquer um... não mesmo! Fortes, protetores, ou mesmo atrapalhados, eles inspiraram inúmeros criadores a explorar suas histórias. Aventuras, comédias ou dramas. Veja alguns exemplos.

Um desenho animado que vem sendo exibido por gerações : Bobi Filho e Bobi Pai

(Augie Doogie and Doggie Daddy)

Criado por William Hanna e Joseph Barbera.

Um Pai que ama muito seu filho e um filho que idolatra seu pai. Bobi e Bóbi são dois cachorros que encarnam a perfeita relação entre pai e filho, seus conflitos de geração e o carinho incondicional e mútuo.

Bóbi é o filho que admira e se espelha no pai, que vive tentando ensinar ao filho as lições da vida, o que, na maioria das vezes, os põe em diversas confusões das quais precisam de muito jogo de cintura e bom humor para sair.

Normalmente o pai leva a pior, mas no final tudo se ajeita.

Fonte: www.pailegal.net

HISTÓRIA DO DIA DOS PAIS

Dizem que o primeiro a comemorar o Dia dos Pais foi um jovem chamado Elmesu, na Babilônia, há mais de 4.000 anos. Ele teria esculpido em argila um cartão para seu pai. Mas a instituição de uma data para comemorar esse dia todos os anos é bem mais recente...Em 1909, a norte-americana Sonora Louise Smart Dodd queria um dia especial para homenagear o pai, William Smart, um veterano da guerra civil que ficou viúvo quando sua esposa teve o sexto bebê e que criou os seis filhos sozinho em uma fazenda no Estado de Washington.

Foi olhando para trás, depois de adulta, que Dodd percebeu a força e generosidade do pai.

O primeiro Dia dos Pais foi comemorado em 19 de junho de 1910, em Spokane, Washington. A rosa foi escolhida como a flor oficial do evento. Os pais vivos deviam ser homenageados com rosas vermelhas e os falecidos com flores brancas. Pouco tempo depois, a comemoração já havia se espalhado por outras cidades americanas.

Em 1972, Richard Nixon proclamou oficialmente o terceiro domingo de junho como Dia dos Pais.

O pai brasileiro ganhou um dia especial a partir de 1953. A iniciativa partiu do jornal O Globo do Rio de Janeiro, que se propôs a incentivar a celebração em família, baseado nos sentimentos e costumes cristãos. Primeiro, foi instituído o dia 16 de agosto, dia de São Joaquim. Mas, como o domingo era mais propício para as reuniões de família, a data foi transferida para o segundo domingo de agosto.

Em São Paulo, a data foi formalmente comemorada pela primeira vez em 1955, pelo grupo Emissoras Unidas, que reunia Folha de S. Paulo, TV Record, Rádio Pan-americana e a extinta Rádio São Paulo. O grupo organizou um grande show no antigo auditório da TV Record para marcar a data. Lá, foram premiados Natanael Domingos, o pai mais novo, de 16 anos; Silvio Ferrari, de 96 anos, como o pai mais velho; e Inácio da Silva Costa, de 67 anos, como o campeão em número de filhos, um total de 31. As gravadoras lançaram quatro discos em homenagem aos pais. O maior sucesso foi o baião É Sempre Papai, com letra de Miguel Gustavo, interpretada por Jorge Veiga.

O Dia dos Pais acabou contagiando todo o território brasileiro e até hoje é comemorado no segundo domingo de agosto.Muitos países têm datas especiais para homenagear os pais. A Inglaterra e a Argentina também comemoram a data no terceiro domingo de junho. Na Itália e em Portugal, a homenagem acontece no Dia de São José, 19 de março. Na Austrália, é no segundo domingo de setembro. E na Rússia, no dia 23 de fevereiro.

O Dia dos Pais, ao contrário do que muitos pensam, não foi estabelecido como feriado apenas para ajudar às fabricas de cartões a vender mais. Sonora Louise Smart Dodd, de Washington, queria um dia especial para homenagear o pai, William Smart, um veterano da guerra civil que ficou viúvo quando sua esposa teve o sexto bebê e que criou os seis filhos sozinho em uma fazenda no Estado de Washington.

Foi olhando para trás, depois de adulta, que Dodd percebeu a força e generosidade do pai.

O primeiro Dia dos Pais foi comemorado em 19 de junho de 1910, em Spokane, Washington. A rosa foi escolhida como a flor oficial do evento. Os pais vivos deviam ser homenageados com rosas vermelhas e os falecidos com flores brancas. Pouco tempo depois, a comemoração já havia se espalhado por outras cidades americanas. Em 1972, Richard Nixon proclamou oficialmente o terceiro domingo de junho como Dia dos Pais.

O pai brasileiro ganhou um dia especial a partir de 1953. A iniciativa partiu do jornal O Globo do Rio de Janeiro, que se propôs a incentivar a celebração em família, baseado nos sentimentos e costumes cristãos. Primeiro, foi instituído o dia 16 de agosto, dia de São Joaquim. Mas, como o domingo era mais propício para as reuniões de família, a data foi transferida para o segundo domingo de agosto.

Em São Paulo, a data foi formalmente comemorada pela primeira vez em 1955, pelo grupo Emissoras Unidas, que reunia Folha de S. Paulo, TV Record, Rádio Pan-americana e a extinta Rádio São Paulo. O grupo organizou um grande show no antigo auditório da TV Record para marcar a data. Lá, foram premiados Natanael Domingos, o pai mais novo, de 16 anos; Silvio Ferrari, de 96 anos, como o pai mais velho; e Inácio da Silva Costa, de 67 anos, como o campeão em número de filhos, um total de 31. As gravadoras lançaram quatro discos em homenagem aos pais. O maior sucesso foi o baião É Sempre Papai, com letra de Miguel Gustavo, interpretada por Jorge Veiga.

O Dia dos Pais acabou contagiando todo o território brasileiro e até hoje é comemorado no segundo domingo de agosto.PAIS EM OUTRAS CULTURAS

REPOUSO PÓS-PARTO

Em algumas tribos indígenas brasileiras, é costume o pai manter resguardo no lugar da mãe que deu à luz. São quase dois meses de descanso, com alimentação leve e abstenção de sexo. Também para ele são destinados os presentes dados pelos membros da família. Costume machista? Nada disso. É que, para essas sociedades, o pai é o responsável pela existência do filho. O bebê só cresce e se fortalece no útero materno por causa das constantes "visitas" do futuro pai à sua mulher. Esse grande esforço de nove meses de relações sexuais constantes exige repouso, para renovar as energias físicas.

RESPONSABILIDADES RELIGIOSAS

Na cultura judaica tradicional, o pai é responsável pela educação religiosa dos filhos. O destaque fica para a educação do menino, que, a partir dos 7 anos, começa a aprender os rituais religiosos. Com 13 anos, o pai o leva à sinagoga, onde, depois da cerimônia conhecida como Bar-Mitzva, o garoto se torna membro efetivo e participante da comunidade. Nas famílias judaicas, exemplos de patriarcalismo, os pais recebem todo o respeito e obediência dos filhos

TRADIÇÃO ORAL

Entre os ciganos, a figura paterna tem papel de destaque. Cabe ao pai a decisão final sobre qualquer atitude dos filhos e é ele quem supervisiona a educação que a mãe dá às crianças. É também o pai quem se encarrega de ensinar aos meninos as técnicas de comércio, forma milenar de sobrevivência do povo cigano. Numa cultura que valoriza a tradição oral, o pai tem o dever de passar para sua descendência os conhecimentos adquiridos nas gerações passadas, como tocar instrumentos musicais (acordeão, violão e violino), fazer artesanato de cobre e falar a língua de seu povo, o romanês. Também é ele quem decide sobre o casamento dos filhos. Namoro? Nem pensar. Os pais da noiva e do noivo se reúnem e definem o dote, pago pela família do futuro marido. O poder do pai sobre os filhos só acaba em caso de casamento desfeito. Nessa situação, o pai não pode mais ver os filhos pelos próximos dez anos. O fim do casamento representa o fim da paternidade.PAI

Pai tantas coisa eu queria te dizer,
Cresci ao teu lado ,e o tempo passou,
e não sobrou tempo e até coragem
para dizer o quanto você é importante,
na minha vida, no meu dia a dia...
Pai, os momentos mais difíceis de
minha vida, você estava lado meu lado.
Nos momentos de alegria,
estava você lá do meu lado.
E hoje nesse seu dia,
entre todos outros dias,
gostaria muito de estar do teu lado...
Palavras não terei para expressar
o quanto amo você, para dizer-te o
quanto és importante
em minha vida inteira..
Continue sempre assim,
pois se você na altura
do campeonato resolver mudar,
certamente não vai dar certo,
pois gosto de você como você É.
Feliz Dia dos País

PAPAI

Existe um homem que se esmera no comprimento do dever para dar bom exemplo:

Que fica humilde, quando poderia se exaltar;

Que chora à distancia, a fim de não ser observado;

Que, com o coração dilacerado, se embrutece para se impor como um juiz inflexível;

Que, na ausência, usam-no como temor para evitar uma ação menos correta;

Que quase sempre, é chamado de desatualizado;

Que apenas fisicamente, passa o dia distante, na labuta, por um futuro melhor;

Que, ao fim da jornada, avidamente regressa ao lar para levar muito carinho e, as vezes, pouco receber,

Que esta sempre pronto a ofertar uma palavra orientadora ou relatar uma atitude benfazeja que possa ser imitada;

Que, muitas vezes passa noites mal dormidas a decifrar os segredos da vida, quando extenuado, ainda consegue energias para distribuir energias;

Que é tão humano e sensível, por isso, normalmente, sente a ausência do afeto que lhe é dado raramente e de forma pouco comunicativa.Que, vibra, se emociona e se orgulha pelos feitos daqueles que tanto ama.

Esse homem geralmente, se agiganta e passa a Ser o valor inexorável quando deixa de existir para sempre.

Nunca perca, pois, a oportunidade de devotar muito carinho e amizade àquele que é seu melhor amigo: SEU PAI.

( Marco Antonio Struve)

PAI DE TODO JEITO

Tem pai que ama,
Tem pai que esquece do amor.
Tem pai que adota,
Tem pai que abandona.
Tem pai que não sabe que é pai,

Tem filho que não sabe do pai.
Tem pai ...
Tem pai que dá amor,
Tem pai que dá presente.
Tem pai por amor,
Tem pai por acaso.
Tem pai que se preocupa com os problemas do filho,
Tem pai que não sabe dos problemas do filho...

Tem pai ...
Tem pai que ensina,
Tem pai que não tem tempo.
Tem pai que sofre com o sofrimento do filho,
Tem pai que deixa o filho esquecido.

Tem pai de todo jeito.
Tem pai que encaminha o filho,
Tem pai que o deixa no caminho.
Tem pai que assume,
Tem pai que rejeita.
Tem pai que acaricia,
Tem pai que não sabe onde está o filho
que precisa de carinho.
Tem pai que afaga,
Tem pai que só pensa em negócios.

Tem...
Tem pai de todo jeito.
E você???
Que tipo de pai você é?
Eu quero um pai,
apenas um pai
que esteja consciente do amor
que tem para dividir...
Eu quero um pai,
apenas um pai que seja AMIGO!

PAI, PERDOA-ME

Pai, perdoa-me
pelas vezes que sentei ao seu lado, mas não ouvi o que dizias...
Pai, perdoa-me
pela visita rápida de fim de tarde, antes do jantar de domingo...
Pai, perdoa-me
pela pouca paciência, quando querias aconselhar-me nos negócios...
Pai, perdoa-me
por achar que tuas idéias já estavam ultrapassadas...
Pai, perdoa-me
por ignorar tua experiência de vida...
Pai, perdoa-me
pela minha falta de tempo para passar contigo...
Pai, perdoa-me
pelo teu convite que recusei porque ia sair com meus amigos...
Pai, perdoa-me
pela minha insensibilidade na hora da tua dor...
Pai, perdoa-me
pelas vezes em que meus filhos não te trataram com o respeito que merecias...
Pai, perdoa-me
pelo abraço que não te dei, pelo carinho que não te fiz...
Pai, perdoa-me
por não ter reconhecido em ti o próprio Cristo...
Pai, abençoa-me...

MEU PAI QUANDO EU TINHA...

ANN LANDERS

4 anos: Meu pai pode fazer tudo.
5 anos: Meu pai sabe muitas coisas.
6 anos: Meu pai é mais esperto do que o seu pai.
8 anos: Meu pai não sabe exatamente tudo.
10 anos: No tempo antigo, quando o meu pai foi criado, as coisas eram muito diferentes.
12 anos: Ah, é claro que o papai não sabe nada sobre isso. É muito velho para se lembrar da sua infância.
14 anos: Não ligue para o que meu pai diz. Ele é tão antiquado!
21 anos: Ele? Meu Deus, ele está totalmente desatualizado!
25 anos: Meu pai entende um pouco disso, mas pudera! É tão velho!
30 anos: Talvez devêssemos pedir a opinião do papai. Afinal de contas, ele tem muita experiência.
35 anos: Não vou fazer coisa alguma antes de falar com o papai.
40 anos: Eu me pergunto como o papai teria lidado com isso. Ele tem tanto bom senso, e tanta experiência!
50 anos: Eu daria tudo para que o papai estivesse aqui agora e eu pudesse falar com ele sobre isso. É uma pena que eu não tivesse percebido o quanto era inteligente. Teria aprendido muito com ele.

Fonte: www.arteducacao.pro.br


Nota pessoal: Quero deixar aqui uma singela homenagem ao pai dos meus filhos....
Querido! Que DEUS te abençoe grandemente neste dia! Que vc continue sendo o pai maravilhoso que é para nossos filhos. Como eu semrpe te digo, vc é o pai que eu gostaria de ter tido. Agradeço todos os dias a DEUS por ter colocado vc em meu caminho um dia. Te amo demais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário