Ocorreu um erro neste gadget

Ola´! Que bom que passou por aqui, seja bem vindo! ! Espero que goste e volte sempre!!!!

"O Segredo da vitória, em todos os setores da vida, permanece na arte de aprender,imaginar,esperar e fazer mais um pouco."
( Chico Xavier - ditado por André Luiz )

domingo, 1 de agosto de 2010

DIA DO SELO POSTAL BRASILEIRO


01 DE AGOSTO

O Dia do Selo Brasileiro é comemorado em 1º de agosto porque nesta data, no ano de 1843, foram emitidos os primeiros selos no país.

Conhecidos como Olho-de-Boi, devido às suas semelhanças com o olho desse animal, os selos brasileiros tinham os valores de 30, 60 e 90 réis.

Mas a ligação entre a história brasileira e a história do selo não pára por aí.

Foi também no Brail que, em 1974, lançaram o primeiro selo do mundo com legenda em braile.

Outro motivo de orgulho dos filatelistas brasileiros é que nosso país foi o segundo do mundo a emitir um selo com imagens holográficas (tridimensionais), no ano de 1989.

MAIS HISTÓRIA

O selo nasceu na Inglaterra, em 1840, a partir da necessidade de se estabelecer um padrão de tarifas postais para toda a nação.

Antes de existir, o destinatário arcava com as despesas de correspondência.

Com os selos, foi possível uniformizar as taxas de todas as regiões de uma nação e, posteriormente, implantar um sistema postal de âmbito internacional.

O primeiro selo trazia a imagem do rosto da rainha Vitória e foi idéia de um membro do parlamento inglês, Rowland Hill (1795-1875).

Os selos despertam a curiosidade de muita gente.

Através deles podemos aprender peculiaridades sobre o momento histórico de um país, já que, com freqüência, retratam algum tema ou personagem de determinada época que está em voga.

O hobby de colecionar selos é chamado filatelia.

O valor de um selo raro pode chegar a cifras altíssimas, e o verdadeiro filatelista está disposto a gastar muito para incorporá-lo à sua coleção.

Fonte: IBGE teen

Dia 01 de agosto é comemorado o dia nacional do selo. O motivo desta comemoração se deve a publicação do primeiro selo no Brasil, em 1843 - a pequena estampilha que resolveu o problema mundial das correspondências. Houve épocas em que as cartas eram pagas no destino e se o destinatário não tinha pudesse pagar, a correspondência era devolvida.

Contam que um elegante senhor inglês passeava pelo bosque tranqüilamente quando ouviu uma acalorada discussão. Parou para escutar o que estava havendo. Viu um enraivecido carteiro discutindo com uma donzela que queria receber a carta sem pagar. O senhor penalizado, percebendo que a carta era do namorado da moça, ofereceu-se para pagar a despesa da correspondência. O carteiro e a moça não aceitaram. A moça pegou a carta, olhou o envelope de um lado e outro e devolveu. O carteiro, furioso, explicou que era assim todos os dias, as pessoas olhavam os envelopes e devolviam. Por isto ele era sempre quem "pagava o pato", pois seus superiores lhes chamavam atenção e diziam-no desinteressado. Além disso, andava ele para cima e para baixo com aquele volume enorme de cartas e quase todas eram devolvidas.

Finalmente o senhor convenceu o carteiro a aceitar a moeda oferecida e mandou-o embora. Curioso, o observador senhor perguntou para a moça qual era o segredo daquela história toda. Ela enrolou, enrolou e contou a verdade; - não havia carta nenhuma. Como o namorado havia viajado para juntar dinheiro para o casamento, não gastava papel, apenas combinaram um código. Haveriam pequenos sinais nos cantinhos do envelope e os dois ficavam sabendo que estava tudo dentro do combinado. Os demais moradores da aldeia descobriram o segredo e também faziam o mesmo.

Acontece que o bondoso senhor era Sir Rowlad Hill, diretor dos Correios, que em um dia primaveril de 1838 aproveitava as férias para passear. Riu muito do acontecido e ficou feliz por descobrir aquele segredo que também o estava incomodando. Pensou muito e nasceu a idéia de anexar um recibo à carta, paga adiantadamente, e isto funcionou muito bem até meados de 1840. Não houveram mais devoluções e as distâncias percorridas pelos carteiros não eram mais em vão.

Em maio de 1840, por idéia do inteligente Sir, foram emitidos os primeiros selos postais. Tão logo foi conhecida sua praticidade, o selo foi rapidamente assimilado em vários países. Ao emitir selos para uso em território nacional e exterior em agosto de 1843, o Brasil foi comprovadamente o segundo país a emitir selos no mundo, depois da Inglaterra.

O selo sem dúvida foi das mais importantes contribuições na área das comunicações, bastando analisar o volume de correspondências emitidas em todo mundo. Há também o precioso interesse dos filatelistas nesta valiosa coleção. No Brasil, quem possuir as séries OLHOS DE BOI (1843), INCLINADOS (1844), OLHOS DE CABRA (1850) e os OLHOS DE GATO (1854), terá com certeza, uma fortuna avaliada em alguns milhões... de dólares.

Com o passar dos anos, em 1938, surgiu o primeiro selo comemorativo, em homenagem à primeira Exposição Filatélica Internacional- BRAPEX, no Rio de Janeiro. A partir da ECT, em 1969, artista plásticos e desenhistas promissores foram contratados para melhorar a qualidade das estampas nas novas emissões da Casa da Moeda, que foi reequipada para garantir uma emissão compatível com os novos padrões.

Fonte: www2.portoalegre.rs.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário