Ocorreu um erro neste gadget

Ola´! Que bom que passou por aqui, seja bem vindo! ! Espero que goste e volte sempre!!!!

"O Segredo da vitória, em todos os setores da vida, permanece na arte de aprender,imaginar,esperar e fazer mais um pouco."
( Chico Xavier - ditado por André Luiz )

domingo, 15 de maio de 2011

Fique por dentro dos alisamentos e tinturas


Guia de alisamentos
A tecnologia de produtos cada vez mais sofisticados permitiu que as mulheres pudessem ter qualquer tipo de cabelo. Nos anos 1980, quando todo mundo buscava a originalidade trazida pelo movimento Black Power, os permanentes fizeram a cabeça das mulheres.

Hoje, quando a maioria deseja fios lisos, são os alisamentos que fazem sucesso.

Alisamento é todo processo químico que deixa os fios mais lisos. Escovas progressivas, definitivas, de chocolate, fios de seda e relaxamento são apenas tipos de alisamento. Até mesmo a chapinha que você usa em casa pode ser entendida como um tipo de alisamento!

Os alisamentos podem ser divididos em três categorias:

Temporários: Chapinha, escova, touca e todas as outras técnicas que desaparecem assim que você entra no chuveiro e que são conquistadas de maneira física, e não química. A duração média é de dois dias, até você lavar o cabelo novamente.

Progressivos: Essa categoria concentra a maior parte dos tratamentos da moda, como escovas de todos os sabores e nacionalidades, progressivas e relaxamentos. A duração média é de três meses, período em que o produto gradativamente sai do cabelo em razão das lavagens e do crescimento.

Definitivos: Esse é o procedimento mais duradouro e chega a permanecer nos fios por mais de um ano, precisando apenas de retoques na raiz. O resultado também costuma ser um fio mais liso; porém, menos natural do que o da escova progressiva.

Além dos alisamentos físicos, como escovas e chapinhas, todos os outros usam substâncias químicas que desestruturam as cadeias internas do fio para conseguir modificar sua estrutura. Esse é um procedimento agressivo, mas não necessariamente ruim para a saúde dos fios, sobretudo se for feito de maneira correta.

Alguns desses procedimentos podem até ser feitos em casa, mas o ideal é sempre consultar um profissional e jamais misturar produtos. Se o seu cabelo já está com um alisamento à base de amônia, por exemplo, não é aconselhável misturar outro de hidróxido de sódio, hidróxido de cálcio, lítio ou guanidina sem orientação.

Guia de colorações
Para saber o melhor tipo de coloração para você, dois fatores devem ser avaliados: a cor natural do cabelo e a cor que você quer pintar. Quanto mais escuro e liso o cabelo for, mais difícil será tingi-lo. Já um cabelo claro e poroso é o que recebe tintas com menos dificuldade.

Os tipos de tintura ainda estão relacionados ao tempo que cada produto consegue permanecer no cabelo:

Pemanente: Clareia o cabelo em até quatro tons abaixo da cor natural e escurece o quanto você quiser. Recomendada para cobrir os fios brancos, por exemplo. A cor original volta a aparecer na raiz, em média, em três meses.

Semipermanente: Revitaliza e intensifica a cor do seu cabelo, mas não clareia, uma vez que tem pouco oxidante. Grande parte das tintas vendidas no mercado e na farmácia é desse tipo. A cor sai progressivamente no banho e precisa ser retocada em dois meses.

Temporária: Funciona como uma maquiagem, pois colore apenas de modo superficial, não contém amônia nem oxidante e não cobre os fios brancos nem altera drasticamente a cor. Estão nesse grupo os tonalizantes, as rinsagens e a henna. Duram até um mês.

Os tonalizantes são as tinturas mais comuns no mercado. Eles possuem uma quantidade bem pequena de água oxigenada e não apresentam alto poder de fixação. Apesar disso, são muito usados, porque não estragam o cabelo.

Já a henna é o processo mais natural e menos agressivo de todos; por isso, pode ser usada até mesmo por mulheres grávidas. Ela dá volume aos fios e intensifica os tons.

Cabelo com química precisa de tratamento especial
Mesmo quando feitos da maneira correta, os alisamentos e colorações deixam os cabelos mais frágeis. Para mantê-los fortes e saudáveis, é necessário utilizar produtos específicos para cabelos químicos.

A linha Seda Pro Color limpa e nutre o cabelo colorido, deixando a cor mais destacada e sem desbotar. Sua fórmula com Bio Queratina foi fruto de uma parceria com a especialista em coloração Rita Hazan, que entende tudo de cabelo tingido.

Já quem alisou o cabelo deve apostar na linha Seda Pós Alisamento Químico, que tem pH adequado para esse tipo de fio.

Fonte: Portal vital.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário