Ocorreu um erro neste gadget

Ola´! Que bom que passou por aqui, seja bem vindo! ! Espero que goste e volte sempre!!!!

"O Segredo da vitória, em todos os setores da vida, permanece na arte de aprender,imaginar,esperar e fazer mais um pouco."
( Chico Xavier - ditado por André Luiz )

sexta-feira, 16 de abril de 2010

DIA NACIONAL DA VOZ


16 de abril

PARE DE FALAR E OUÇA.

Talvez ninguém ainda tenha dito para você, mas rouquidão, pigarro, dor ou ardência na garganta e dificuldade de engolir podem ser sintomas de doenças em suas cordas vocais. No Brasil, em 1 ano mais de 4.000 pessoas morrem de câncer de laringe ( cordas vocais).

Muitas vidas e inúmeras vozes poderiam ser salvas se buscassem diagnóstico precoce.

QUEM PODE TRATAR SEU PROBLEMA NAS CORDAS VOCAIS?

Rouquidão devida a uma gripe ou resfriado pode ser tratada por clínicos gerais e pediatras. Quando a rouquidão durar mais de duas semanas, ou não tiver uma causa óbvia, deve ser avaliada por um médico especialista em voz - o otorrinolaringologista ( especialista em nariz, ouvidos e garganta).
Problemas com a voz são melhores conduzidos por um grupo de profissionais que inclui o médico otorrinolaringologista e o fonoaudiólogo.

O QUE É BOM PARA SUA VOZ ?

Beber mais de 8 copos de água por dia

Procurar atendimento especializado se usar a voz na profissão

Só usar pastilhas, sprays ou medicamentos indicados por médicos

Evite soluções caseiras

O QUE FAZ MAL À SUA VOZ ?

Fumo, àlcool, drogas e poluição

Tossir, gritar muito ou pigarrear

Cantar ou gritar quando gripado

Falar em locais barulhentos

Mudanças bruscas de temperatura

Ambientes com muita poeira, mofo, cheiros fortes, especialmente se você for alérgico

SUA VOZ É A SUA IDENTIDADE. AFINE SUA VOZ, CUIDE DA SUA VOZ.

Você já se imaginou sem voz?

A voz é importante na expressão artística de atores e cantores; como instrumento de trabalho (70% trabalhadores): Vendedores, Recepcionistas, Radialistas, Professores, Operadores de telemarketing, Médicos, etc.

Otorrinolaringologista e o Fonoaudiólogo são os profissionais especializados em cuidar da voz, caso ela apresente algum tipo de alteração, tais como: rouquidão persistente por mais de 2 semanas, perda súbita da voz, sem um quadro gripal associado e outros sintomas provenientes do fumo.

A maioria das doenças da voz tem tratamento com medicamentos, fonoterapia ou cirurgia, quando o o problema é diagnosticado mais cedo, maiores são as chances de preservação da voz, principalmente em casos de câncer.

São inúmeros os mitos e crendices em relação aos cuidados com a voz: tomar conhaque para “aquecer” a voz, dar um grito antes de falar em público libera as tensões, pigarrear ajuda na limpeza das cordas vocais, cochichar é bom pois poupa a voz, chupar pastilhas é bom para a voz.
Os especialistas em cuidar da voz recomendam que não se deve: gritar, cochichar, pigarrear ou tossir à toa, forçar a voz, principalmente quando gripado, fumar, consumir álcool em excesso, praticar exercícios físicos falando, falar em demasia ( em ambiente de fumantes, em ambientes barulhentos ou abertos, em período pré-menstrual e após ingerir grandes quantidades de aspirinas, calmantes ou diuréticos).

Assim, para preservar a boa voz deve-se evitar os alimentos derivados do leite e achocolatados antes do uso intenso da voz, os alimentos que causem azia e má-digestão e os ambientes com muita poeira, mofo e cheiros fortes.

Cuidados que ajudam a preservar a voz: articular bem as palavras, falar pausadamente, descansar a voz (fazer momentos de repouso vocal), ingerir muito líquido em temperatura ambiente (1 a 2 litros/dia), cuidar da saúde geral (sono, alimentação, atividades anti-stress).

Dicas do Comitê de Voz da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia para Pais e Professores

Fonte: Sóleis

Nenhum comentário:

Postar um comentário