Ocorreu um erro neste gadget

Ola´! Que bom que passou por aqui, seja bem vindo! ! Espero que goste e volte sempre!!!!

"O Segredo da vitória, em todos os setores da vida, permanece na arte de aprender,imaginar,esperar e fazer mais um pouco."
( Chico Xavier - ditado por André Luiz )

sábado, 18 de junho de 2011

DIA NACIONAL DA IMIGRAÇÃO JAPONESA

18 DE JUNHO

Dia 26 de julho, a Lei n.º 11.142, que cria o Dia Nacional da Imigração Japonesa, a ser celebrado no dia 18 de junho, data da chegada do vapor japonês Kasato-Maru, que trouxe oficialmente os primeiros imigrantes nipônicos para o Brasil.

O ato foi assinado pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e pelo ministro da Cultura interino, João Luiz Silva Ferreira.
O navio que aportou em 1908 nas Docas de Santos, em São Paulo, trazia 781 japoneses reunidos em aproximadamente 158 famílias. Essa foi a primeira leva de imigrantes nipônicos, dos cerca de 260 mil que vieram a dar entrada no país no início do Século XX.

Atualmente, já existe a quinta geração de descendentes, os gosseis, e a comunidade japonesa ultrapassa 1 milhão de habitantes. A maioria está concentrada no estado de São Paulo (70%). O Paraná abriga mais 12%, o Mato Grosso 2,5% e o Pará mais de 1%.

A história da imigração japonesa no Brasil foi retratada no cinema pela diretora Tizuka Yamasaki nos filmes Gaijin, Caminhos da Liberdade (Brasil, 1980) e Gaijin 2, Ama-me como Sou (Brasil, 2003), que levaram às telas a saga dos descendentes dos imigrantes japoneses no Brasil.

Um pouco da história dos japoneses

Com o final do Período Feudal no Japão, muitos ficaram sem trabalho. O governo decide incentivar a saída do país de seus cidadãos e cria a Companhia Imperial de Imigração. As relações diplomáticas entre o Brasil e Japão foram estabelecidas em 1895, data em que foi firmado o Tratado de Amizade, Comércio e Navegação entre os dois países.

O Kasato-Maru chegou em 18 de maio de 1908 trazendo os primeiros japoneses para o Brasil, dando início a uma aventura em um país distante.Os imigrantes trazidos pela Companhia Imperial de Imigração foram para as fazendas de café no interior do estado de São Paulo.

Vencidos os contratos de trabalho, grande parte dos trabalhadores mudou-se para o interior paulista ou para a região litorânea ao longo da estrada de ferro Santos-Juquiá. Outros se estabeleceram na periferia da capital.Entre 1910 e 1914, chegaram do Japão cerca de 14.200 imigrantes e foram criadas dezenas de comunidades japonesas. O pico do fluxo de imigrantes acontece entre 1925 e 1935, quando mais de 140 mil vieram buscar uma nova vida por aqui.

A imigração foi interrompida por dez anos, com o advento da 2ª Guerra Mundial. Em 1959, os japoneses voltaram a se instalar no Brasil, mas em escala reduzida. Com a recuperação econômica do Japão, a imigração praticamente deixou de existir.

Fonte: www2.cultura.gov.br

No dia 26 de julho de 2005, sob a Lei nº 11.142, foi instituído o Dia Nacional da Imigração Japonesa no Brasil. Neste ano de 2007, a comunidade nipônica completa 99 anos.

A chegada ocorreu em 1908, no navio Kasato Maru, em Santos (SP), e trouxe a bordo 781 pessoas, aproximadamente 158 famíliasTratavam-se dos primeiros imigrantes japoneses que deram entrada no país, depois de atravessarem os oceanos em busca de um mundo cheio de novidades.

Atualmente, os japoneses e descendentes são em torno de 1,5 milhão de pessoas no Brasil.

A maioria está concentrada no Estado de São Paulo, em seguida no Paraná, Mato Grosso e Pará.

Na Capital paulista existe um bairro onde predomina a cultura nipônica, o Bairro da Liberdade.

Há ruas decoradas, comércios, variedades de festas e restaurantes típicos, com os pratos especiais da culinária japonesa.

Fonte: www2.portoalegre.rs.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário